15 de julho de 2019

Um Corpo na Biblioteca - Agatha Christie

Título Original: The Body in the Library
Tradutor: Edilson Alkimin Cunha
Editora: Nova Fronteira
Edição de: 2003
Páginas: 207
Onde comprar: Amazon


Sinopse: Sete da manhã. Ao acordarem, os Bantry encontram o corpo de uma jovem estendido sobre o tapete da biblioteca. Ela está com um vestido de noite e muita maquiagem, que agora mancha seu rosto. Mas quem é ela? Como foi parar ali? E qual é a sua ligação com outra adolescente assassinada, cujos restos mortais serão mais tarde encontrados numa pedreira abandonada? Preocupados, os Bantry chamam Jane Marple para desvendar o mistério, antes que as más línguas entrem em ação...



Fazia tanto tempo que eu não lia nada da Agatha Christie que realmente sentia saudades... Eu não mergulhava numa história dela desde agosto de 2017 quando li Os Elefantes não Esquecem, que foi uma leitura agradável, mas nada além disso. A verdade é que as primeiras histórias que li da autora foram tão maravilhosas, viciantes e inesquecíveis que quando conheci outros livros dela e percebi que eram inferiores aos primeiros que li, isso meio que me desanimou, sabe?rsrs 

E realmente apostei no livro errado. Um Corpo na Biblioteca, história protagonizada por Miss Marple, é um livro com o qual estive por mais de duas semanas, embora ele seja curtinho. Isso porque a história não fluía bem. Muitos dos diálogos eram tolos e cansativos e não fiquei nem um pouco impressionada com essa tal Miss Marple. Prefiro mil vezes meu querido Hercule Poirot e suas células cinzentas.rs 

12 de julho de 2019

O Estrangeiro - Albert Camus


Título Original: L'Étranger
Páginas: 125
eBook Kindle
Onde comprar: Amazon

*Lido no Kindle Unlimited


Sinopse: O Estrangeiro é um romance de 1942 de Albert Camus, frequentemente citado como um excelente exemplo da filosofia do absurdo e existencialismo de Camus. É uma obra exemplar de arte literária que apresenta um amálgama de apatia e humanidade, de uma maneira que é paradoxal, mas profundamente satisfatória. Esta escritura louvável explora as inúmeras possibilidades da vida humana, reconhecendo seus absurdos.




Pense num livro perturbador... Comecei a ler esta história no dia 27/05, mas logo em seguida deixei de lado para me dedicar a outras leituras. Todavia, ontem eu decidi que retornaria ao livro e o melhor seria voltar do início. E foi o que fiz. Como resultado fui dormir bem tarde e quase concluí a leitura toda ontem. Sobraram apenas poucos capítulos que li hoje, dia 07/07 (mas a resenha só será publicada no dia 12/07). É uma história que mexeu muito comigo por conta das reflexões que ela provoca. Também ficou um sentimento meio doloroso, que nem sei explicar... 

"Mamãe morreu hoje. Ou, talvez, ontem. Eu não tenho certeza."

Meursault, o personagem principal, que é também o narrador desta história, recebe de repente a notícia de que sua mãe faleceu. Eles não moravam juntos fazia um tempo, pois o protagonista não tinha condições financeiras de mantê-la ao seu lado. Assim, a colocou num lar para idosos, onde ele aparecia pouquíssimas vezes, por ser uma viagem muito longa até o local e não ter tempo para ficar indo e vindo. Além disso, segundo o personagem, não tinha nada em comum com sua mãe e quase não se falavam ainda quando viviam juntos. Sendo assim, o melhor mesmo era aquela distância. 

8 de julho de 2019

TAG DOS 50% - 2019


Olá, queridos! 

Hoje eu resolvi responder esta TAG sobre o meu primeiro semestre de leitura. Ao todo li 32 livros nos seis primeiros meses do ano e, felizmente, muitos deles foram excelentes leituras. :)

Não faço ideia de quem criou esta TAG. Eu a vejo nos blogs e canais literários por aí.rs

1. O melhor livro que você leu até agora, em 2019


Este livro mexeu profundamente com as minhas emoções. Embora eu tenha assistido o filme e chorado muito, o livro conseguiu me causar um impacto ainda maior. É a história de uma amizade proibida entre dois meninos que possuem a mesma idade. De um lado da cerca fica um pequeno judeu faminto e apavorado, que não entende por que perdeu tudo e os soldados o agridem; de outro lado está Bruno, filho de um nazista que executa sem hesitação as ordens de Hitler. Bruno mal compreende a nova realidade e se torna amigo do menino judeu, nos arrebatando e destroçando o coração. :( Chorei demais com este livro e também aprendi muito com essas duas crianças. 


2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2019


Sei que para alguns este é o livro menos querido da série, mas para mim é o melhor. Apreciei demais esta leitura, o crescimento dos personagens, os desafios mais fortes e dolorosos pelos quais o Harry passou. Claro que eu sofri muito com ele e me revoltei com certos personagens desgraçados, mas o livro nos trouxe novas revelações e o Harry aprendeu tanto, além da amizade entre ele, Rony e Hermione ter ficado cada vez mais forte, que não pude deixar de considerá-lo o melhor livro da série até agora. E estou ansiosa e ao mesmo tempo com muito medo do próximo volume. 


3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito


Se não me engano, este livro foi lançado este ano.kkkkkkkk... É que ando tão perdida e o ano está passando tão rápido que nem sei mais o que foi ou não lançado em 2019.rs Eu já li Uma Dama Fora dos Padrões e estou ansiosa para ler esta continuação, mas ainda não encontrei tempo. :( 


4. O livro mais aguardado do segundo semestre


Este é o terceiro livro da série Os Rokesbys, da minha diva Julia Quinn e até onde sei ele será lançado agora em julho. :D Estou muito ansiosa! Tudo bem que ainda não li Um Marido de Faz de Conta, mesmo assim já quero o terceiro!kkkkk... 


5. O livro que mais te decepcionou esse ano


Sem sombra de dúvidas foi este. Me decepcionei demais com este livro e detesto quando odeio um thriller.kkkkkk... Nem sequer quis mantê-lo na minha estante. Quero distância deste livro. 


6. O livro que mais te surpreendeu esse ano


Este livro realmente me surpreendeu bastante, por me apresentar um outro lado da história de Lampião e Maria Bonita, o lado verdadeiro, baseado na pesquisa realizada pela jornalista Adriana Negreiros, que buscou reconstruir os passos da Maria Bonita e dos cangaceiros daquela época. O livro é cru, doloroso, de nos fazer ter pesadelos, por conta de todos os crimes cometidos tanto pelos cangaceiros quanto pela polícia sertaneja. As pessoas viviam em constante pavor. Me sinto mal só de lembrar de tudo o que li, mas valeu a pena para que eu soubesse o que se passou e jamais caísse no conto de que Lampião foi herói. Foi herói coisa nenhuma! Era um monstro. 


7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente)


Uma autora que lançou suas obras séculos atrás (no século XIX) foi a Charlotte Brontë, irmã da minha querida Emily. Eu só vim a ler Jane Eyre este ano e já me tornei fã da autora. É óbvio que desejo ler seus outros livros, mas acredito que nenhum superará este grande clássico. 


8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente


Não importa o que vai acontecer nos próximos livros da série, eu amo o Tamlin deste primeiro livro. Sim, amo perdidamente! Me apaixonei por ele, por suas cicatrizes emocionais, suas batalhas, o quanto se importava com seu povo e amava a Feyre. Sei que a autora vai desconstruir o personagem nos próximos volumes, mas aqui eu o amo. Tenho toda uma queda por ele!rsrs


9. Seu personagem favorito mais recente


Pense numa personagem que passa por um inferno. A Claire com certeza merece toda a minha admiração pelo tanto que cresceu como pessoa neste thriller tão perturbador. Ela cometeu muitos erros, mas quando a vida realmente cobrou dela uma atitude ela não hesitou. Foi muito além do que eu imaginava e me deixou orgulhosa e ao mesmo tempo chocada com a sua coragem. 


10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre


Vários livros me fizeram chorar este ano, mas Helena me tocou especialmente o coração. Eu senti muito por todas as coisas ruins que se passam na vida da Helena, como a vida foi cruel com ela, que era uma personagem que eu admirava muito e sigo admirando. Sua força, sua sabedoria mesmo sendo tão novinha, a forma como ela conhecia a natureza humana e refletia sobre certos assuntos... Eu amo esta protagonista e chorei muito por ela. 


11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre


Este livrinho me deixou com o coração leve, por trazer uma historinha simples, mas educativa e que nos provoca um quentinho dentro de nós. Fala também bastante sobre amizade, sobre se importar com o outro. Recomendo muito! Para todas as idades!


12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2019

Este ano acredito que ainda não assisti nenhum filme.rs Sim, inacreditável! Assisti só novela e algumas séries, mas filmes eu até tentei e não consegui ver nenhum até o final. Por isso, seria impossível responder essa categoria.


13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo)


Uma das resenhas que mais apreciei fazer foi de O Destino Quis Assim, uma das minhas histórias preferidas e que reli este ano. É da fase em que romances de época não estavam em alta e só eram publicados pela Nova Cultural e pela Harlequin. Sim, muitos dos livros que hoje muita gente ama e vive postando fotos na internet foram primeiro publicados no formato de banca. Link da minha resenha aqui

14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano


Eu ganhei este box maravilhoso de presente antecipado de aniversário! :D E mesmo sendo suspeita para falar (pois amo Machado de Assis), para mim estes são uns dos melhores livros da minha estante. São lindíssimos tanto por fora quanto por dentro e fico namorando cada um deles quase todos os dias. Pego o box, retiro os livros, cheiro os livros, acaricio.... sou doida.kkkk... 


15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?


São muitos os livros que quero ler até o final do ano, mas estes são os mais urgentes, pois eu precisava ler no ano passado e não consegui. O problema é que são de autoras especiais para mim e por isso preciso ler no momento certo quando possa me dedicar por completo a eles.


Espero que tenham gostado! :D


Bjs!


5 de julho de 2019

O Amante da Princesa - Larissa Siriani

Literatura Nacional
Editora: Verus
Edição de: 2018
Páginas: 224
Onde comprar: Amazon

Sinopse: Maria Amélia de Bragança é princesa do Brasil, prometida a Maximiliano Habsburgo, arquiduque da Áustria. Mas não há nada que ela deseje menos do que esse casamento: como alguém pode querer que ela se case com um homem que nem sequer conhece? O que Amélia não esperava é que seu noivo chegasse ao Palácio das Janelas Verdes, em Lisboa, acompanhado do amigo Klaus Brachmann, um homem charmoso e experiente que se sente compelido a seduzir a princesa apenas pelo prazer da conquista. Uma viagem inesperada que Maximiliano precisa fazer se mostra a oportunidade perfeita para que Klaus ensine uma coisinha ou outra a Amélia entre quatro paredes... E, conforme o jogo avança, a possibilidade de casamento se torna cada vez mais remota para a princesa, que agora precisa proteger seu coração a todo custo.

É madrugada do dia 03/07 e mesmo sabendo que só irei publicar esta resenha no dia 05, resolvi começá-la no papel mesmo, pois não estava com vontade de ligar o computador.rs

O Amante da Princesa foi minha última leitura do mês passado e eu estava decidindo ainda se faria esta resenha ou não. Originalmente, dei 2 estrelas ao livro. Todavia, isto não é definitivo. Como assim, Luna? Quem me conhece sabe que organizo meus sentimentos por uma história no momento em que faço a resenha. E já aconteceu de eu reavaliar um livro após concluir a resenha.kkkkk... Sim, sou doida a este ponto. 

No grupo Literatura de Época (no Facebook), bem como num grupo no WhatsApp, eu partilhei meus receios e falei da minha antipatia pelo livro (antes de ler). Tinha implicância sim, admito. Muita. Porque sou apaixonada por História e quando percebi que a autora teve a "ousadia" de pegar a trágica história de amor da princesa Maria Amélia e seu noivo Maximiliano, para transformar em algo bem diferente, eu senti muita raiva. Com tantos nobres por aí que realmente se casaram por conveniência e tiveram amantes, por que mexer justamente na história dessa menina que, contra os costumes da época, amava o homem com o qual iria se casar? Por que perturbar a história de amor deles quando a vida já tinha tratado de condená-los? Eu fiquei realmente muito aborrecida e mais do que disposta a detestar o livro. A história de Maria Amélia e Maximiliano era bonita e trágica e ninguém deveria pegá-la para desconstruir tudo como a autora se atrevera a fazer. 

1 de julho de 2019

Contos e Crônicas lidos - Junho/2019


Em junho eu resolvi começar pelas crônicas. Geralmente leio primeiro contos para só no final do mês ler uma crônica e outra. Mas eu estava com saudades do Caio Fernando Abreu e resolvi mergulhar nas palavras dele no dia 12/06. Sonho com o dia em que terei uma coletânea com todos os contos e crônicas deste autor. Este livro que tenho é muito curto, tem duzentas e poucas páginas, enquanto a obra dele é vasta. 

"Sentado à beira do caminho, o homem cansado ficou quieto, espiando a vida que passava."

Esta foi a primeira crônica que li no mês, intitulada Uma fábula chatinha. Apesar de terminar de uma forma um tanto engraçada, ela me fez refletir bastante sobre a vida, sobre como tudo é fugaz. Vale realmente a pena lê-la. 

E falando em textos que nos fazem refletir, Querem acabar comigo diz tantas verdades que eu fechei o livro e fiquei pensando durante um longo tempo... É isto que tanto aprecio no autor: a capacidade de nos transportar para dentro do texto, para nos conectar e nos fazer pensar em nossas escolhas, nossos erros, nossa realidade... o que permitimos que os outros nos façam. Amo demais os textos dele!

28 de junho de 2019

DESAFIO ME LIVRANDO

Olá, queridos!

Eu não queria terminar a semana sem aparecer por aqui. :) Vou tentar me organizar para publicar no blog toda segunda e sexta-feira, mas não prometo nada ainda. Como eu disse, preciso me organizar primeiro. 

Esta foi uma semana bem agitada para os meus livros. Arrumei quase todos (a maioria) e, pela primeira vez na vida, me desfiz de uma grande quantidade deles (!!!!!!!!!). Sim! Ao todo eu me desfiz de 76 dos meus livros. Algo que nunca imaginei que teria coragem de fazer. Algo que me surpreendeu muito. Mas a verdade é que estou passando por uma fase de mudanças internas, de reconsiderar certas coisas, de refletir sobre outras... Enfim... Estou numa fase complexa e isso talvez tenha seu lado bom. 

No que se refere aos livros simplesmente me perguntei por que estava guardando histórias que não tinham me agradado tanto e que eu não iria reler nunca, que eu não desejava manter comigo. Além disso também existiam aqueles livros que comprei num impulso ou ganhei e sei que nunca irei ler, pois darei sempre preferência às histórias que estão na minha lista e que quero realmente ler. 
Topo