25 de julho de 2019

Como EU avalio minhas leituras???

Tempo de leitura:
Olá, meus queridos!

Não sei quando publicarei este post. Provavelmente hoje, dia 25/07, como um extra, vez que na sexta-feira (26/07) pretendo postar a resenha de A Viúva, de Fiona Barton

Acredito que nunca antes fiz um post assim, explicando para vocês como ocorrem minhas classificações e o que me leva a dizer que um livro é MARAVILHOSO, SENSACIONAL, APAIXONANTE ou RUIM, HORRÍVEL, UM TÉDIO, entre outras coisas. 

Estes dias eu dei minha opinião sincera num determinado blog e a pessoa respondeu dizendo que achava feio alguém falar mal de um livro, dizer que uma história é "ruim".rs Eu até achei divertida a resposta dela e respeito sua opinião, que é o mínimo que sempre temos que fazer: respeitar a opinião e o gosto das outras pessoas. Ninguém é obrigado a pensar como você ou eu e gostar das mesmas coisas. 

Todavia, a resposta dela me deu a ideia deste post.rs Acabei sentindo vontade de conversar com vocês sobre os meus gostos literários, a maneira como classifico minhas leituras e quando um livro é ruim, regular, bom, muito bom ou ótimo. Perceberam que estou usando a classificação do Skoob? Antigamente era possível ver no Skoob o que cada estrela significava quando você avaliava um livro. Não sei se ainda é possível ver isso lá, mas minha classificação segue desta forma:


Assim sendo, estes são os significados das estrelas nas minhas resenhas. Agora, o que me leva a achar um livro ruim, regular, bom, muito bom, ótimo ou favoritá-lo

As pessoas às vezes se confundem um pouco sobre o que são blogueiros literários. Basicamente são pessoas que leem determinadas obras e fazem resenhas sobre elas e/ou produzem outros conteúdos voltados para o universo da literatura. Raramente são críticos literários profissionais. Ou seja, são pessoas normais como você ou eu, que apreciam tanto a literatura que resolvem criar um blog para falar de sua paixão pelos livros. Alguns tornam o blog algo profissional, fazendo disso o seu trabalho, mas na maioria das vezes o blog é um hobby maravilhoso e a pessoa tem uma profissão totalmente diferente. Suas resenhas, portanto, trazem geralmente um resumo do livro e sua opinião sobre a leitura em si, ressaltando ou não determinados aspectos. Muitas das vezes as resenhas não abordam todos aqueles pontos importantes numa crítica literária, justamente porque o blogueiro não pretende ser um crítico literário; alguns são, outros não. EU NÃO SOU. Eu sou simplesmente uma leitora. :)

Um compromisso que sempre tive com meus leitores é o de ser SINCERA nas minhas resenhas. Porque eu também sou leitora e aprecio a sinceridade nas resenhas de outros blogueiros e booktubers (porque alguns blogueiros hoje em dia deixaram a resenha escrita pela resenha em vídeo e criaram canais no Youtuber, mas é basicamente a mesma coisa, só que em vídeo), e ficaria seriamente decepcionada se fosse diferente. Eu compro/leio alguns livros por indicação, como alguns leitores aqui do blog também o fazem, e para isso tenho que confiar na pessoa que está escrevendo a resenha. Tenho que confiar que aquela resenha é real, é sincera. Que ela não está floreando nada com medo de aborrecer autor/editora/leitor ou o que seja. E por não desejar algo assim para mim como leitora, sempre tive esse compromisso com vocês. Claro que quando você lê uma resenha positiva sobre um livro e compra o livro e NÃO gosta isso NÃO significa que a pessoa que escreveu a resenha mentiu. Significa algo muito simples: gosto é algo PESSOAL. Ninguém é igual ninguém e embora possamos ter gostos bem parecidos com algumas pessoas, não significa que sempre pensaremos a mesma coisa sobre um livro. Gostar ou não de um livro, achar uma história boa ou ruim é subjetivo. Vai de cada um. E vivemos num país onde, por incrível que pareça, temos liberdade de expressão.kkkkkkk... Por isso, fique tranquilo: achar um livro ruim não é crime.rs É apenas a sua opinião. Até mesmo ODIAR um livro é seu direito. Você não é obrigado a amá-lo. E eu também não sou, por isso existem livros que eu odeio e digo com todas as letras, sem ficar me preocupando se autores ou outros leitores não conseguem lidar com o fato de seus livros queridos não serem amados por todos. Se pessoas são odiadas por outras é impossível que livros não sejam. Até mesmo aquele livro que você ama com todo o seu coração, que é o melhor que você já leu na vida, pode ser desprezado por alguém. NUNCA vai existir um livro que seja amado POR TODOS ou odiado POR TODOS. Sabe aquela coisa de ser impossível agradar todo mundo? Se aplica aos livros também. Isso é tranquilo de entender e não entendo por que algumas pessoas acham tão complicado. 

Já escrevi muito, não é? E ainda nem expliquei como classifico os livros!!!kkkkk Mas tudo que escrevi era necessário para explicar o básico: gostos são pessoais, blogueiros nem sempre são críticos literários profissionais. 

Outra coisa importante: quando criei o blog, em 2010, eu tinha 16 anos de idade e nenhum conhecimento de blogosfera literária nem nada. E se sou emotiva hoje, naquela época tudo era ainda mais à flor da pele.rsrs Por isso, as classificações daquela época não se aplicam muito hoje em dia. Sigo odiando os livros que odiei quando li com 16, 17 anos (porque eram livros que provocavam ódio: geralmente recebiam meu desprezo profundo histórias em que a violência contra mulheres e crianças eram tratadas como algo normal e aceitável em certos livros de romances, o que me enfurecia demais), mas hoje em dia minhas resenhas não são tão explosivas, tão cheias de fúria, como quando eu era adolescente. O livro "Amor e Vingança", da Sophia Johnson, por exemplo (livro que eu chamo "carinhosamente" de Ódio e Vingança), contém tanta violência contra a mulher, o cara, suposto mocinho da história, humilha e agride tanto aquela mocinha, que eu fiz uma resenha extremamente furiosa e cheguei a chamar o livro de "lixo", se bem me lembro. Hoje não utilizo a palavra "lixo" para falar de um livro, mesmo que ele tenha violências terríveis e eu o considere simplesmente um livro inaceitável para mim. Simplesmente não gosto dessa palavra e quando fico muito furiosa com um livro e começo a escrever e a palavra "escapa" no momento de raiva da história, eu geralmente edito depois, retiro a palavra, pois eu não gosto. Mas já vi alguns booktubers e até mesmo blogueiros chamarem alguns livros de "lixo", "bosta" e coisas semelhantes e, sinceramente, não fico ofendida, até porque "lixo" é algo descartável, "sem valor ou utilidade" para a pessoa que está se desfazendo daquilo. E o que não tem valor para você pode perfeitamente ter valor para outra pessoa. Então, quando alguém na internet diz que um livro é um lixo, a pior história que já leu e eu li e amei aquele livro, nem ligo. Vou defender meu livro amado? Mas é claro! Tenho direito à minha opinião e defender minhas histórias queridas, mas sem ofender a pessoa que discorda de mim. Opinião é pessoal e é nossa obrigação como seres humanos respeitar a opinião dos outros, mesmo que fiquemos com raiva porque a pessoa "ofendeu" nosso livro amado.rs

Mas vamos ao que interessa?! Como avalio minhas leituras HOJE em dia e não quando tinha 16, 17, 18 anos. Como EU, Bruna/Luna, avalio meus livros hoje, aos 25 anos? Comecemos pelas estrelas RUINS. 



Aqui a situação é complicada para o livro. Ele precisa ser MUITO ruim (ruim para mim, claro; lembrem-se da opinião pessoal) para eu dar 1 estrela. Vocês podem perceber isso claramente no blog, pois é RARO um livro receber 1 estrela por aqui. Eu sou muito tolerante com a maioria dos livros. A história precisa IMPLORAR, PEDIR AOS GRITOS, para receber uma avaliação de RUIM.kkkkkkkkkkkk... Sério! Eu sou boazinha.rs

Querem uma prova? Pois bem. Tenho no caderno literário anotado quantas estrelas cada livro recebeu de 2017 em diante (dos outros anos vocês encontram no Skoob). Então... Quantos livros receberam 1 estrela em 2017???? NENHUM. Verdade. Li 43 livros em 2017 e nenhum deles recebeu uma estrela só. E em 2018? NENHUM. Estão vendo como avaliações negativas são raridade? Claro que isso também depende dos livros, pois eu dei uma baita sorte em 2017 e 2018. Nem todos os livros foram 4 ou 5 estrelas, mas também não encontrei nenhum que fosse ruim ao ponto de receber 1 estrela só. E em 2018 li 65 livros

Em 2019 não dei tal sorte, pois estamos em julho e já teve um premiado com 1 estrela.rs 

Mas voltemos à questão: o que me leva a dar 1 estrela? O que um livro precisa ter para ser considerado RUIM para mim? Raramente vou avaliar um livro de forma negativa só pela escrita. Embora a escrita seja importante, os personagens e o enredo são muito mais. Se for um livro de romance, no sentido de casal que supostamente se ama e tudo mais (romances contemporâneos, de época e subgêneros), sou exigente. Até tive uma fase de tolerância com algumas histórias, mas na maior parte das vezes não deixo passar situações de violências tratadas como situações normais, romantizadas pelos autores, entende? Assim, vamos novamente ao livro Amor e Vingança:

- a mocinha é agredida;
- a mocinha é arrastada presa pelos pulsos e pescoço;
- a mocinha é colocada no estábulo e quase é estuprada;
- a mocinha é deixada com fome durante um longo tempo e com seus ferimentos sem poderem ser tratados até a boa vontade do "mocinho";
- a mocinha é humilhada e maltratada das mais diversas formas ao longo da história.

Tudo isso é feito pelo mocinho: a agressão física, ela ser arrastada amarrada pelo pescoço (ele sobre o cavalo e ela tendo que andar quilômetros presa pelos pulsos e pescoço), ser deixada no estábulo, ficar com fome por horas, machucada, as humilhações... tudo é feito por ele. E no final? Eles ficam juntos. Felizes para sempre. A autora romantiza toda a agressão. Tinha como eu, aos 16 anos, não considerar essa história um lixo? Na verdade, segue sendo uma péssima história. Eu não chamaria, hoje em dia, de "lixo" só por não gostar da palavra. Mas é um livro que nunca vou perdoar. Ainda assim, ele tem avaliação positiva no Skoob: média de 3.8 estrelas. 38% das pessoas avaliaram com 5 estrelas. Estão vendo como gosto é pessoal? Eu dei 1 estrela, mas existem muitas pessoas que amam este livro, porque encontraram nele coisas que eu não encontrei, porque tiveram seus motivos para amar a história. Graças a Deus, os leitores do blog são pessoas educadas e que compreendem as opiniões dos outros, porque muitas pessoas que leram o livro, na época, comentaram comigo tanto que tinham a mesma opinião quanto que pensavam COMPLETAMENTE DIFERENTE, mas entendiam que eu não tinha gostado. Isso é tão bom, sabe? Encontrar pessoas assim, que te respeitam como leitora, que respeitam a sua opinião sem tentar te atacar. É maravilhoso poder conversar com pessoas assim. 

Então, resumindo: no romance, nas histórias de amor, na maior parte das vezes avalio livros com 1 estrela por conta de romantização de violência. Que, regra geral, não tolero. Todavia, existem livros que têm coisas inaceitáveis, mas por um motivo ou outro escapam de serem considerados ruins. Depende da história. 

Em relação aos outros gêneros literários: é raríssimo eu dar 1 estrela. O livro precisa ser péssimo como um todo. Ele precisa me desagradar em vários pontos diferentes para conseguir o "prêmio" de ser considerado ruim.rs




Também é raridade. 2 estrelas significam que a história é "regular". É quase uma "bondade": a história é ruim, mas prefiro considerá-la regular, entende? Aí dou 2 estrelas. São aquelas histórias que "não convencem", o autor escreve, escreve e no final das contas a história não me convenceu, não tinha nada que valesse a leitura. Nenhum livro recebeu 2 estrelas em 2017. Dois livros receberam 2 estrelas em 2018. Até agora um livro recebeu 2 estrelas em 2019. 

Eu sou muito exigente como leitora, mas também sou justa. Nunca gostei de ser injusta com nada nem ninguém. Mesmo sendo emotiva, com as emoções todas à flor da pele até mesmo quando estou lendo e de xingar personagens de livros e gritar com as histórias, sou sincera e no momento que começo a escrever uma resenha é quando organizo meus sentimentos e pensamentos pelo livro, considerando várias coisas para fazer uma avaliação. Por isso, é tão raro eu avaliar um livro de forma negativa. Como eu disse, o livro precisa IMPLORAR.kkkkk 





Chegamos às estrelas "comuns", muito frequentes no blog. Aqui a classificação ocorre basicamente de duas formas:

- O livro é bom, mas apenas isso. Não tem nele nada que justifique dar 4 estrelas. 
- O livro tinha tudo para ser 4 ou 5 estrelas, mas o autor fez tanta besteira no livro que perdeu vários pontos comigo e fui reduzindo as estrelas até que não restasse nada que não fosse 3 estrelas. Geralmente são livros com "potencial" para grandes histórias, mas que os autores estragaram as coisas, segundo a minha opinião. 





Aqui é fácil.kkkkkkkkk... São as estrelas MUITO, MUITO mais frequentes no blog. São as histórias incríveis, que na maioria das vezes me apaixonaram, mas não ao ponto de merecerem 5 estrelas, geralmente por causa de um algum personagem ou uma "falha" na história. São livros que eu amo, que podem sim ser queridos da minha estante, mas que por um motivo ou outro não merecem 5 estrelas. 






Chegamos às melhores estrelas!!! :D Estes são os livros que me arrebatam. 5 estrelas não significam livros sem "falhas". Não. São livros que mesmo possuindo algo que não tenha me agradado, me apaixonaram como um todo, se tornaram queridos, me causaram fortes emoções. Livros que nem preciso recomendar, pois a pessoa só em ler a resenha já sabe que AMEI PERDIDAMENTE.rsrs

Todavia, às vezes acontece de um livro ter me feito mal, pelo fato da história ser MUITO forte, mas eu reconhecer mesmo assim que é digno de 5 estrelas. Aí temos a questão de ser um livro que não amei, mas que merece 5 estrelas apesar de eu ter ficado destroçada e não ter a intenção de ler de novo. 




LIVROS ESPECIAIS. Pronto! Resumi tudo.kkkkkkk... Aqui entram os livros ESPECIAIS, melhores DA VIDA. Quantos livros li, no total, até hoje? 690 livros. SIM!!! Como sou muito organizada, eu tenho tudo anotado no caderno, o nome de cada livro e o nome do autor. Claro que existiram livros que li e não me recordo. Assim, tem 690 livros que sei que li ao longo de mais de uma década como leitora. E talvez existam mais uns 10 dos quais não me recordo o nome e não pude anotar. 

Mas... Dos 690 livros quantos entraram para a lista de favoritos? Vamos perguntar ao Skoob!rsrs Segundo meu perfil no Skoob foram 322 livros. 322 favoritos da vida! Muita coisa, né? Fazer o quê? Eu AMO livros. :D


BÔNUS: LIVROS QUE ME RECUSEI A AVALIAR

Existe isso aqui também.rs Como sou uma leitora bem maluca e complicada (risos) existem situações nas quais fico tão perturbada com um livro que digo para mim mesma que não vou avaliar essa droga.kkkkkk

Não acontece sempre, mas acontece! Um exemplo é o livro Cuco, da Julia Crouch. O livro é muito bom, se eu for olhar para ele de um modo apenas racional, sem considerar as emoções. A escrita da autora é sensacional e todos os aspectos positivos eu deixei claros na resenha. Todavia, este livro me fez um mal tão grande, eu fiquei tremendo, revoltada, nauseada, não conseguindo sequer acreditar naquele final... que não deu. Me recusei a dar qualquer estrela, porque o livro não merecia ser considerado ruim, mas eu não me sentia capaz de avaliá-lo com quaisquer outras estrelas.

A Promessa da Rosa, da Babi A. Sette foi outro caso. História muito bem construída, cativante, envolvente... mas o mocinho nem merecia ser considerado mocinho. Ele é um dos piores que conheci na vida. Um verdadeiro verme, praga dos infernos e tudo mais. Vocês não têm ideia do quanto odeio o Arthur! E claro que não daria estrelas positivas para um livro protagonizado por esse ser desprezível. Assim, como a HISTÓRIA em si não merecia uma avaliação negativa, mas meu ódio era todo voltado para o protagonista, eu me recusei a avaliar o livro. 


Sei que o post ficou muito grande, mas a todos que chegaram até aqui: espero que tenham gostado! Eu apreciei muito dividir com vocês a forma como classifico minhas leituras. Foi um prazer escrever este post! 

Bjs!!!



Leitora apaixonada por romances de época, clássicos e thrillers (não necessariamente nesta ordem). Mãe da gatinha Luana. Filha carinhosa. Irmã dedicada. Amiga para todas as horas. Acredita em Deus. E no poder do amor.

12 comentários:

  1. gostei do post
    há muito tempo que acompanho o seu blog e tantos outros
    gosto dessa interaçao ,das indicaçoes dos livros ,as vezes voce tem um determonado romance em casa mas nem imagina o quão bom ele é e se repente voce ve uma resenha com ele
    já aconteceu tambem de eu ler um livro e não conseguir classifica-lo porque envolve tanta coisa na vida da mocinha que voce fica indecisa sobre o que achar das atitudes dela
    OUTRA coisa interessante é o fato de que algumas blogueiras fazerem parceria FICO pensando se o livro é realmente bom eu se a blogueira ´so está querendo agradar
    EU sempre procuro comprar livros não impusionada por o livro estar na modinha mas sim pelo meu gosto pessoal
    para mim o que conta realmente é o autor ou autora e a categoria do livro se é historico romance suspence etc
    CONTINUE ASSIM sendo sincera
    NÓS leitoras agradecemos
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eliane!

      Muito obrigada, flor!

      Eu também aprecio demais a interação, conversar sobre as leituras, trocar ideais e opiniões. É uma parte maravilhosa do universo dos livros!

      Verdade. Comigo acontece muito. De eu ler uma resenha e ficar desesperada para ler a história.

      Isso é complicado. Eu não posso falar por todos, mas pelo menos os blogs e canais nos quais eu confio parto do pressuposto de que fazem resenhas sinceras.

      Sim, é o melhor. Comprarmos o livro segundo o nosso gosto para não nos decepcionarmos. Se bem que comprei e li A Mulher na Janela (que quase todo mundo falava bem, na época) porque amo thriller, sobretudo psicológico, mas foi uma baita decepção.

      Muito obrigada pelo carinho!

      Bjs!

      Excluir
  2. Oi Lu! Entendo você perfeitamente, e como leitora, assino em baixo! Ontem mesmo estava lendo algumas resenhas e me deparei pela primeira vez, com uma resenha que pontuou vários aspectos negativos num determinado livro, que até então, eu só tinha lido elogios e mil amores. E isso me deu vontade ler o livro, porque alguém disse que o livro era bom, mas nem tanto como muita gente fala, e outra coisa mencionada por você: gosto é pessoal e individual, único! É impossível, e graças a Deus por isso, que todos gostem ou não das mesmas coisas! O problema é que quando você diz que não gostou de um livro, as pessoas acham que é pessoal, ou que você não deveria dizer que não gostou. Mas gente, e desde quando se é obrigada a engolir tudo nessa vida?
    Depois que passei a ler suas resenhas, confesso que fiquei bem mais atenta a certos tipos de histórias, e que você tem influenciado bastante minhas leituras. Obrigada por isso!
    E novamente, cada história chega de maneira diferente para cada pessoa. Não tem porque ser igual e nem deve. Obrigada pelo texto! Beijão!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Aline!

      Entendo isso. Às vezes também prefiro ler algumas resenhas negativas para ver "o outro lado", para saber o que quem não gostou de uma história tem a dizer. E confesso que quando um livro recebe várias e várias resenhas positivas eu fico com um pé atrás.

      Pois é! As pessoas são muito complicadas e imaturas sobre certos assuntos. Uma vez uma pessoa disse que eu era "amarga" por não ter gostado de um livro. Que o problema não estava no livro, mas sim na minha amargura.kkkkkkkk... Eu só pude pensar que a pessoa estava precisando amadurecer muito para começar a aceitar opiniões contrárias às dela.

      Fico tão feliz por isso, flor! E muito obrigada pelo carinho!!!

      Bjs!

      Excluir
  3. Oi!
    Que postagem maravilhosa! Me identifiquei muito!
    Assim como você sou ''simplesmente'' uma leitora apaixonada cuja paixão chegou a um ponto que não bastava apenas guardar para mim as impressões que eu tinha das obras que eu lia, eu precisava dividi-las com o mundo num espaço em que ninguém pudesse interferir no que eu escrevia e foi assim que virei uma blogueira literária, rs. Acho o respeito algo importante, jamais insultei uma obra e pretendo nunca fazer isso, tenho empatia pelo autor e pela editora que apostaram naquele projeto, mas caso eu não goste de algo, sempre deixo claro isso e tento explicar os motivos para que o leitor decida se aquela pode ser uma obra que valha o seu tempo.
    Nas minhas resenhas não utilizo espécie alguma de classificação, todavia sempre as faço no goodreads e skoob e é um parâmetro bem similar ao que você utiliza.
    Também acho muito difícil eu dar 1 ou 2 estrelas para alguma obra, só se o livro pedir muito, rs. Concordo contigo com relação a classificação de 5 estrelas e livros favoritos, a maioria dos meu 5 estrelas são favoritos, há poucas exceções.
    Gostei do seu post e de você ter compartilhado a sua percepção sobre o que faz um livro ser bom ou não e que de fato algo que eu considero ótimo pode ser o oposto pra você.
    Espero que as suas próximas leituras sejam dignas de 5 estrelas!

    Abraços,
    Andy StarBooks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Andy!

      Fico muito feliz por você ter apreciado a postagem e se identificado com ela! :)

      Quando a gente ama os livros é realmente muito difícil eles conseguirem classificações negativas, precisam "implorar" mesmo!

      Muito obrigada, flor! Também espero que suas próximas leituras sejam 5 estrelas, que sejam histórias maravilhosas!

      Bjs!

      Excluir
  4. Muito legal a sua descrição. Eu não coloco números ou nenhum tipo de classificação pois sempre dou minha opinião na resenha mesmo. E sou sincera, nada de dizer que foi isso ou aquilo e deixar de fora o que não gostei, pois como você disse, gosto é gosto e o que eu não gostei outros gostam e ponto, mas tem gente que precisa saber o que eu acho porque busca a opinião.

    ResponderExcluir
  5. Ooi,
    Achei super legal você fazer esse post explicando como você avalia suas leituras. Me identifiquei demais com seu comentário sobre quando começou o blog! Eu passei pela mesma coisa, quando somos mais jovens as coisas são boas ou ruins né?! Hoje eu já pondero muito mais o geral e tento enxergar o que tem de bom em cada leitura, mesmo que não me agrade completamente.

    Beijoos

    ResponderExcluir
  6. Olá Luna, primeiramente adorei seu post, concordo com você, eu, você e a maioria dos blogueiros literários são apenas leitores que gostam de compartilha suas experiencias e como tudo vai sempre existe pessoas que gostam de um livro e outras que não gostam por ns motivos e o importante e respeitarmos as opiniões divergentes e construir que agreguem e troquem experiencias sem ofender ninguém. Como você eu tenho algumas resenhas bem antigas no meu blog de livros que se eu relesse hoje sem duvida não me agradariam tanto por ter amadurecido e me tornado mais critica com os tipos de enredo que me agradam. Adorei conhecer a forma como você avalia cada uma das estrelas para as resenhas *-*

    ResponderExcluir
  7. Oi Lina!
    Gostei muito do seu post, é muito legal ver o ponto de vista de cada pessoa e saber como os critérios para avaliar uma leitura são diferentes dependendo da experiência que se busca.
    Eu dou a nota de forma muito parecida com você, e ri muito sobre dar um estrela pq também é muito difícil isso acontecer, o livro precisa ser realmente ruim em todos os aspectos.
    Espero ver mais posts assim
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Luna, amei seu post! Atualmente eu entendo o quanto as opiniões podem variar, alguns livros que amo podem ser detestados por outros leitores. Também sou uma leitura que até releva muita coisa, mas tem livro (e personagem) que implora pra perder estrelas, rsrs. Temos mais ou menos o mesmo número de livros lidos no Skoob e eu acabo usando mais só a classificação de 3 estrelas para livro razoável ou que tinha muito para melhorar (mas algumas vezes dou 3 estrelas para livros bons também), 4 para livro bom que poderia ser melhor ou que ficou na média e por algum motivo não merece 5 estrelas, e 5 estrelas para livros que amei ou que não tinha nada que pudesse ser melhor. Agora, favoritar, é algo muito raro de eu fazer, só quando o livro muda a minha vida.

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bem?
    Nunca vi um post assim anted, adorei!! É isso mesmo, temos opiniões pessoais e isso não é crime nenhum! Li vários livros ruins, mas andei desistindo de alguns (coisa que raramente faço) e nem fiz resenha, pra evitar a fadiga! Ahahaha

    ResponderExcluir

Seus comentários são sempre bem-vindos! E são muito importantes para o blog!

Todavia, observe que:

1- comentários feitos apenas para divulgação de sorteios ou coisas parecidas não serão publicados;

2- comentários ofensivos serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog basta mandar um e-mail para contato@emocoesaflordapele.com e eu responderei o mais rápido possível.

Topo