22 de dezembro de 2018

O Lobo Domado - Deborah Simmons

Tempo de leitura:
(Título Original: Taming The Wolf
Tradutora: Elaine Moreira
Editora: Harlequin
Edição de: 2011)


O Clã De Burgh - Livro 1


Forte, corajoso e sempre alerta para o perigo, Dunstan de Burgh, barão de Wessex, era comparado a um lobo selvagem. Destemido cavaleiro de mil batalhas, ele não acreditava no amor. Até o dia em que seu destino cruzou com o de Marion Warenne. Misteriosa donzela de passado nebuloso e olhar doce, Marion começou a derrubar todas as defesas armadas em torno do coração de Dunstan...



Palavras de uma leitora...


- Este livro faz parte de uma série que era muito famosa alguns anos atrás e muita gente me recomendava. Mas como eu demorei a adquirir os livros (e nem tenho todos ainda) fiquei adiando a leitura mesmo sabendo que era o tipo de história que me encantaria. 

O Lobo Domado é o primeiro livro e conta a história do mais velhos dos sete irmãos De Burgh, filhos do orgulhoso e gentil conde de Campion. Dunstan era um temível cavaleiro, conhecido como Lobo e que estava um tanto distante de sua família desde que tinha se tornado o barão de Wessex, recebendo as terras como um presente do rei. Determinado a tornar sua propriedade próspera e combater os ataques de seu vizinho, que queria vê-lo morto para apropriar-se do que era seu, passou a acreditar que só poderia contar consigo mesmo para defender seus interesses e por isso jamais pediu a ajuda do pai ou dos irmãos para fortalecer seu castelo. Mas sua independência não era impedimento para atender às vontades do pai... Mesmo que este lhe incumbisse a missão de levar uma jovem e teimosa mulher de volta aos cuidados de seu tio. 

Marion estava sob a proteção do conde de Campion desde que fora vítima de um brutal ataque, do qual foi a única sobrevivente. Com a pancada que sofreu na cabeça perdeu a memória de toda a sua vida e se não fosse pelo clã De Burgh certamente estaria morta. Fazia meses que estava morando na propriedade do conde e nunca se sentira tão feliz. Embora não pudesse recordar o passado sabia que felicidade era algo que não fazia parte dele. E se pudesse permaneceria naquelas terras para sempre. Mas a chegada de Dunstan, único dos irmãos que não conhecia, também veio a notícia de que o rei exigia que ela fosse devolvida ao tio, que era seu tutor e controlava todos os seus bens. 

Desesperado para manter a moça com eles, pois se afeiçoara como se se tratasse de sua própria filha, o conde tentou convencer um de seus filhos a se casar com Marion, uma vez que tal união retiraria do tio dela qualquer direito. Todavia, mesmo gostando muito dela, nenhum dos seus filhos se dispôs a enfrentar a fobia de casamento e salvar a jovem. Desapontado cogitou a possibilidade de ele próprio casar-se com ela, mas logo descartou a ideia. Mesmo sofrendo não teve outra alternativa senão pedir que Dunstan a escoltasse em segurança até sua casa. 

Tudo poderia ter corrido bem... se Marion não estivesse determinada a fugir de um destino assustador. Porque falta de memória alguma a impedia de sentir em seu coração que estava caminhando para a morte. Assim, mesmo temendo a fúria de Dunstan, não hesitou ao fugir. Uma. Duas. Três vezes.rs E a cada fuga a aproximação entre os dois se tornava mais perigosa. Para seus corações. 

- Este é um livrinho delicioso, daquele que lemos para esquecer a vida real.rs Simplesmente amei cada instante! Mergulhei com tudo na relação divertida e tumultuada dos protagonistas, torcendo para que tivessem seu final feliz. Nada é muito dramático, graças a Deus! Embora os personagens enfrentem alguns desafios e personagens mais do que dispostos a matá-los, o livro é leve, com um toque de comédia, que nos arranca alguns sorrisos ao longo da história. 

Marion é uma peça rara.kkkkkkkk... Acho que é a mocinha mais mentirosa que já conheci no universo dos livros.rsrs Toda vez que fugia e o Dunstan a encontrava a atrevida tinha uma mentira na ponta da língua.rs Isso me divertia bastante, pois ninguém conseguiria acreditar nela. Mas como dizem: de tanto mentir quando alguém conta a verdade ninguém acredita. E é justamente o que acaba acontecendo num determinado momento e eu não pude culpar o Dunstan por não acreditar nela. Isso que dá mentir tanto!rs Todavia, o que tinha de mentirosa também tinha de boa. É uma mocinha aparentemente frágil, já que era subjugada pelo tio agressivo, mas quando conhece o clã De Burgh e é protegida por eles começa a desabrochar e mostrar-se uma personagem corajosa e forte. Eu gostei muito dela. 

Dunstan é o típico mocinho insensível. Durão, guerreiro, arrogante, que resolve tudo esbravejando por aí. Mas no fundo era apenas alguém que ainda não tinha encontrado uma mulher capaz de colocá-lo em seu devido lugar!rs Ele aprende muito ao se apaixonar pela Marion, embora relutasse em aceitar tal sentimento. Dizia que não acreditava no amor. Que não sabia dizer palavras bonitas e que não se importava com ela. Mas suas atitudes demonstravam todo o contrário! Eu também me apaixonei por ele e só desejei a felicidade dos dois. 

Agora eu consigo compreender porque é um dos livros mais amados da série. E com certeza recomendo muito! Não irão se arrepender de ler! 


Este livro foi minha escolha para o tema de novembro da Maratona Romances de Banca, que consistia em ler um romance (de banca, claro) que se passasse no período medieval. O Lobo Domado se passa no século XIII e foi uma escolha perfeita, pois é uma história que me fez viver ótimos momentos como leitora. :)



O Clã De Burgh 

1- O Lobo Domado
2- O Anel de Noivado
3- Coração de Guerreira
3.5- Uma Visita Inesperada
4- Um Lorde para Amar
5- A Noviça de Burgh 
6- Reynold de Burgh: O Cavaleiro Negro
7- O Último De Burgh

Leitora apaixonada por romances de época, clássicos e thrillers (não necessariamente nesta ordem). Mãe da gatinha Luana. Filha carinhosa. Irmã dedicada. Amiga para todas as horas. Acredita em Deus. E no poder do amor.

5 comentários:

  1. Eu adoro vir no seu blog, sempre conheço novos romances de época/de banca! Eu não conhecia essa série, mas sua resenha me deixou bastante animada e curiosa para ler. A capa não me atraiu muito, mas que bom saber que a leitura é tão maravilhosa assim.

    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Adoro romances históricos e de época, me faz voltar ao tempo onde tudo era status e glamour, mocinhas a frende de seu tempo realmente fico encantada com tudo isso, tenho alguns romances de banca também e guardo eles com muito carinho. Já li esse Lobo Domado e me deu uma nostalgia acho que vou ler de novo kkk, parabéns pela resenha, bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Uma amiga me recomendou essa série há um bom tempo mas até hoje não consegui realizar a leitura. A editora poderia trazer uma edição mais luxuosa de repente chamaria atenção para mais leitores também. Como sou fã do gênero certamente vou gostar dessa leitura.
    Obrigada por me fazer recordar dela.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  4. Oie,
    Acredita que na minha cidade não acho romances de banca? Quando fui a SP vi essa obra e outros livros da série. Eu curto o romance, por mais que eu não curta mocinhos sem qualquer dose de sensibilidade, daria uma chance.

    ResponderExcluir
  5. Oi,
    Esses romances de banca sempre recaem nós mesmos clichês né? RS. B interessante resgatar estes que já fizer tanto sucesso em outros tempos, e acredito que ainda faça. Gostei da sua resenha, apesar de não ser uma história que leria

    ResponderExcluir

Seus comentários são sempre bem-vindos! E são muito importantes para o blog!

Todavia, observe que:

1- comentários feitos apenas para divulgação de sorteios ou coisas parecidas não serão publicados;

2- comentários ofensivos serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog basta mandar um e-mail para contato@emocoesaflordapele.com e eu responderei o mais rápido possível.

Topo