11 de outubro de 2019

Escândalos na Primavera - Lisa Kleypas

Tempo de leitura:
Literatura norte-americana
Título Original: Scandal in spring
Tradutora: Maria Clara de Biase
Editora: Arqueiro
Edição de: 2017
Páginas: 224
Série As Quatro Estações do Amor - Livro 4

Sinopse: Daisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braço direito na empresa.
Daisy está horrorizada com a possibilidade de viver para sempre com alguém tão sério e controlador, tão parecido com seu pai. Mas não admitirá a derrota. Com a ajuda de suas amigas, está decidida a se casar com qualquer um, menos o Sr. Swift.
Ela só não contava com o charme inesperado de Matthew nem com a ardente atração que nasce entre os dois. Será que o homem ganancioso de quem se lembrava era apenas fachada e ele na verdade é tão romântico quanto os heróis dos livros que ela lê? Ou, como sua irmã Lillian suspeita, o Sr. Swift é apenas um interesseiro com algum segredo escandaloso muito bem guardado?
Fechando com chave de ouro a série As Quatro Estações do Amor, Escândalos na primavera é um presente para os leitores de Lisa Kleypas, que podem ter certeza de uma coisa: embora as estações do ano sempre terminem, a amizade desse quarteto de amigas é eterna.



Estou muito feliz por ter me deliciado com este livro, mas ao mesmo tempo estou triste por ele ter recebido 4 estrelas. Será que estou ainda mais exigente do que já me considerava?rs É que todos os três livros anteriores da série, sem exceção, receberam 5 estrelas e os favoritei, mas com Escândalos na Primavera foi diferente. :(

Eu amei o livro! Mesmo! Me acabei de rir com algumas cenas, me emocionei muito com o final (e até chorei), mas ainda assim não o considerei digno de 5 estrelas. Quatro estrelas são ótimas, mas... entendem que me sinto culpada por ter amado o livro, porém pensado que faltou "algo mais" para receber as cinco estrelas? Enfim... Sou doida. 

"Irritava Bowman ver a filha segurando um livro no colo com um dedo marcando a página. Obviamente ela mal podia esperar que ele terminasse de falar para que pudesse retomar a leitura."

Daisy já me provocava um carinho enorme nos livros anteriores, pois era a louca por livros, a amiga confiável que fazia a Evie não gaguejar tanto, porque se sentia segura perto dela. Daisy era calmaria e sonhos, romântica como nenhuma de suas amigas jamais seria. Ela merecia viver seu próprio conto de fadas. 

Assim, quado apostei neste livro, sabia que iria apreciar bastante a história e logo na primeira página eu já estava gargalhando aqui sozinha. Não é todo dia que conhecemos personagens tão apaixonados pela literatura. Daisy é aquela mocinha mais próxima de nós leitores, que entende nosso amor pelos livros e geralmente é julgada por estar sempre com a cara num livro.kkkkkkkkkkk... Como no trecho acima, em que o pai dela se irritou porque ela mal conseguia controlar a ansiedade, desejando que ele parasse logo de falar para que voltasse a ler. Quem nunca?!

"Livros... A mera visão de um livro passara a representar o vergonhoso fracasso da filha no mercado matrimonial."

Por ser tão apaixonada por livros, especialmente os romances, Daisy meio que "vivia no mundo da lua", sendo uma sonhadora incorrigível, que desejava viver grandes aventuras e uma belíssima história de amor. Nada menos que isso. Queria seu próprio príncipe... Na verdade, ele poderia até mesmo ter aquela aura de mistério e impetuosidade dos vilões... mas ela queria que ele fosse como os personagens dos livros. Tinha que ser. Não era pedir demais, certo?

O resultado foi mais uma temporada sem propostas de casamento, já que nenhum homem a agradava e eles bem sabiam disso, ao ponto de nem tentarem. Daisy era exigente sem nem notar (risos) e isso estava cansando a pouca paciência do seu pai. Por isso, ele decidira se aproveitar da situação para satisfazer os próprios planos. 

" - Esse é meu ultimato - disse Bowman. - Encontre um marido adequado até o fim de maio ou eu a casarei com Swift."

O sonho da vida do pai de Daisy era ter Matthew Swift como filho e vê-lo assumir seu lugar nos negócios um dia. Era seu braço direito, seu homem de confiança, aquele que o admirava e respeitava como seus próprios filhos não faziam. Assim, nada melhor do que aproveitar a incapacidade da filha de atrair um pretendente. Por isso, decidira tomar de uma vez por todas a decisão que tanto desejava: se Daisy não conquistasse ninguém até o fim de maio daquele ano, seu sonho se realizaria e a veria casada com Matthew, quer ela gostasse ou não. A opinião dela não importava. 

Claro que a notícia não agradou nossa mocinha. Nada poderia ser pior do que se ver casada com aquele homem, alguém tão parecido com seu pai, insensível dos pés à cabeça, um homem de negócios desprezível. O detestava! Com todas as suas forças! Por nada neste mundo se casaria com ele. Não mesmo! Nem mesmo se ele a olhasse daquele jeito... nem que estivesse tão diferente da última vez que o vira. Não importava se sua proximidade a deixava com calor... e nem que certos sonhos começassem a tomar conta de seu coração. Matthew era muito errado para ela. Nunca seria feliz com alguém que era o completo oposto dela. Ou seria?

Como é de se imaginar, Daisy e Matthew lutarão para não ficarem juntos. Vão fingir que se odeiam, vão brigar, "se estranhar" (risos), mas no fim das contas perceberão que se amam com loucura. É previsível, mas ainda assim lindo de acompanhar! Os dois me envolveram muito, me apaixonaram e me fizeram rir quando eu tanto precisava. Impossível não amá-los!

"- Quero ser parte de você - sussurrou Matthew. - Quero ficar para sempre com você."

Matthew não é um mocinho romântico. Ele consegue ser mais reservado que o Marcus (protagonista do segundo livro). Tem muito medo de expor seus sentimentos e vive contendo suas emoções, mas mesmo assim nos arrebata com seu amor tão lindo pela Daisy. Estava escrito em seu rosto, em cada palavra não dita, em cada gesto... tudo nele gritava seu amor "secreto" pela mocinha e ver o quanto ele se importava com ela enterneceu meu coração. Ele a amava tanto que estava disposto a perdê-la... pois em seu passado se escondia um segredo tão forte que poderia prejudicá-la e nosso mocinho faria qualquer coisa para protegê-la. 

E assim chegamos ao ponto em que a Lisa Kleypas me fez chorar com esta história.rs Eu não esperava pelos acontecimentos finais. Claro que imaginava que teria reviravoltas, pois tudo estava muito perfeito (e quando um casal de protagonista encontra a felicidade ANTES do final, imaginamos que virá uma grande explosão!rs), mas não esperava por algo como o que aconteceu e meu coração doeu pelo casal. Claro que tudo dá certo depois, vez que é um romance e sendo da autora é com garantia de "e viveram felizes para sempre". :) 

Os personagens dos livros anteriores marcaram presença nesta história, o que foi algo extremamente positivo! Amei rever todos e saber como estavam suas vidas. Lillian segue sendo a Lillian.kkkkkkkk... Só quem a conhece entende o que quero dizer! E foi muito divertido vê-la grávida e nem um pouco animada com todos os desafios da gravidez. Ela é autêntica. Marcus, marido dela, continua sendo o grande herói da série, o amigo que salva todos, que resolve os problemas daqueles que ama. Gosto muito desse casal! Annabelle e Simon, Evie e Sebastian... é maravilhoso vê-los tão felizes e apaixonados! 

Para mim a série terminou aqui, com Escândalos na Primavera. Sei que existe o livro 4.5, que é um extra e se chama Uma Noite Inesquecível. Todavia, não sei se lerei. Talvez leia no Natal, já que é curtinho e se passa nessa época, e só para matar a saudade dos personagens. Ele vai ser protagonizado por um dos irmãos de Lillian e Daisy e parece uma história envolvente. Mas, como eu disse, ainda não dou certeza se lerei, pois a série fechou bem com a história delas. São quatro amigas. Quatro mocinhos. Quatro estações (do amor). Fim. Desnecessário um extra. 

Com este livro concluí mais um mês do Desafio Romances de Época, cumprindo o tema: que finalize uma série


Leitora apaixonada por romances de época, clássicos e thrillers (não necessariamente nesta ordem). Mãe da gatinha Luana. Filha carinhosa. Irmã dedicada. Amiga para todas as horas. Acredita em Deus. E no poder do amor.

4 comentários:

  1. Olá...
    Adorei a sua resenha!
    De toda a série, esse livro é o que tem a capa mais linda <3
    Ainda não li nenhum livro dessa série, porém, tenho muita vontade de o fazer, pois, sou muito fã da Lisa Kleypas e gosto de tudo que ela escreve, portanto, com certeza é uma obra que irei amar muito <3
    Bjo

    ResponderExcluir
  2. Já li a escrita da Keypas e gosto muito. Uma amiga quase me obrigou a conhecer a obra e acabei gostando. Mas não são leituras habituais porquê eu não leio muito o gênero. Mas sempre tenho em mãos para poder ler quando quero sair da rotina

    ResponderExcluir
  3. Oi, eu já li os dois primeiros e desde então gosto muito da protagonista desse livro. Confesso que já dei uma espiadas nesse quarto livro e também achei lindo esse amor secreto do protagonista pela mocinha, super animada para ler!

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Geeente, preciso admitir que não leio livros da autora. Conheço de ouvir falar, e de ter pessoas próximas que são fãs. Eu não curto o estilo, nem o gênero. E visto que a resenha é sobre uma série da qual eu não pretendo ler, fico um pouco perdida na história.
    Um abraço

    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir

Seus comentários são sempre bem-vindos! E são muito importantes para o blog!

Todavia, observe que:

1- comentários feitos apenas para divulgação de sorteios ou coisas parecidas não serão publicados;

2- comentários ofensivos serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog basta mandar um e-mail para contato@emocoesaflordapele.com e eu responderei o mais rápido possível.

Topo