20 de agosto de 2018

Fortaleza Digital - Dan Brown

Tempo de leitura:
(Título Original: Digital Fortress
Tradutor: Carlos Irineu da Costa
Editora: Sextante
Edição de: 2005)


Em Fortaleza Digital, Brown mergulha no intrigante universo dos serviços de informação e ambienta sua história na ultra-secreta e multibilionária NSA, a Agência de Segurança Nacional americana, mas poderosa do que a CIA ou qualquer organização de inteligência do mundo. 

Quando o supercomputador da NSA, até então considerado uma arma invencível para decodificar mensagens terroristas transmitidas pela Internet, se depara com m novo código que não pode ser quebrado, a agência recorre à sua mais brilhante criptógrafa,, a bela matemática Susan Fletcher. 

Presa numa teia de segredos e mentiras, sem saber em quem confiar, Susan precisa encontrar a chave do engenhoso código para evitar o maior desastre da história da inteligência americana e para salvar a sua vida e a do homem que ama.



Palavras de uma leitora...



- Eu li esta história pela primeira vez num dos momentos mais dolorosos da minha vida. Estava doente, não podia ir à escola, pois só vivia sentindo dores e fraca em cima da cama. Me angustia até mesmo lembrar daquela fase tão insuportável. Todavia, algo de bom aconteceu naquele período. Uma amiga, que era mãe do padrasto que eu tinha até então, me emprestou diversos livros. Ela sabia que eu amava ler e já tinha lido tudo o que possuía. Eu era uma adolescente ainda, que comprava seus livros com o dinheiro do lanche do colégio, e, portanto, tinha poucos. Assim, não teria como me distrair durante as inúmeras horas deitada... se não fosse por ela

Do Dan Brown ela me emprestou três livros: Anjos e Demônios, O Código da Vinci e Fortaleza Digital. Lembro como se fosse hoje de como fiquei chocada com as histórias.kkkkkkkk... Eu as devorei rapidamente, pouco me importando com meu próprio sofrimento, pois só queria pensar nos livros, em tudo o que acontecia neles. Nunca tinha lido algo do tipo e acredito que foi aí que começou meu grande interesse por thrillers. Penso que já conhecia o Sidney Sheldon (conheci os dois mais ou menos na mesma época, com alguns meses de diferença), mas o Dan Brown tem uma pegada diferente, algo mais voltado para o mistério, enigmas, essa coisa de decifrar as pistas antes que seja tarde demais... e no meio disso tudo acontecem diversas mortes, claro. É uma corrida contra o tempo em que vão caindo várias pessoas como peças de um jogo. E eu gosto de enigmas.rsrs

Por mais que tenha ficado fascinada com Anjos e Demônios e O Código da Vinci, que tenha ficado com o queixo caído e me perguntado se ele era louco para se atrever a mexer com a religião cristã daquela forma (sobretudo com o que ele diz no segundo livro), foi Fortaleza Digital que me pegou em cheio. Que me transportou para outro mundo, que me fez amar imensamente um livro de um gênero que não aprecio até hoje: o thriller tecnológico. Porque ainda que eu seja apaixonada por suspenses não gosto de histórias sobre tecnologia. Detesto qualquer enredo que traga algo do tipo... E não é que o Dan Brown me presenteou com a exceção à regra?rs

Sei que muita gente tem como livro preferido dele O Código da Vinci, um suspense muitíssimo polêmico, em que ele apresenta uma teoria sobre Jesus Cristo capaz de enfurecer muitos cristãos. Só que mesmo na época em que li, com meus quase dezesseis anos de idade, e sendo cristã não consegui ver nenhum absurdo em nada que ele escreveu. Era um livro de ficção e maravilhoso, por sinal.rsrs Nada ali poderia diminuir o meu amor por Jesus. Ainda que tudo no livro fosse verdade não lançaria mancha alguma sobre o preço que Ele pagou para que tivéssemos o direito de viver. Enfim... Porém, embora esse livro seja um dos meus preferidos, Fortaleza Digital continua ganhando. É provável que muita gente não o aprecie tanto quanto eu, mas não posso evitar o fascínio que tenho pela história e a forma como o autor amarrou tudo de uma forma a não deixar pontas soltas, surpreendendo e chocando. 

- Anos mais tarde eu adquiri esses três livros e outros do autor. Creio que o único lançado por ele e que ainda não tenho é o Origem. Aguardando a Black Friday.kkkkkkk... 

Agora, nove anos depois, não pude perder a oportunidade de reler o único suspense tecnológico que amo. De mergulhar de novo nesse mundo de informática, códigos, criptografia, computadores e gênios da matemática lutando para proteger um dos segredos mais bem guardados dos Estados Unidos. 

"Dizem que, quando chega a hora da morte, tudo se torna claro. Ensei Tankado sabia agora que isso era verdade. Quando caiu no chão com fortes dores, apertando o peito com a mão, percebeu a dimensão terrível do seu erro."

Embora fosse uma das vítimas do atentado terrível contra Hiroshima e Nagasaki, protagonizado pelos Estados Unidos, e que dizimou milhares de civis além de ter deixado diversos outros mutilados e com sérias sequelas como nascimento de filhos com má-formação e o desenvolvimento de câncer, Ensei Tankado não queria vingança. No início, ele jurou que um dia faria aquele país pagar pelo que tinha feito com sua família. Sua mãe faleceu logo após seu nascimento e foi privada da dor de ver o filho nascer com defeitos resultantes daquelas explosões. Seu pai, ao ver que o filho não era perfeito, o abandonou sem nem olhar para trás. Mas Ensei resolveu deixar no passado os acontecimentos que ele não poderia mudar...e seguiu em frente. 

Possuidor de uma inteligência bem acima do normal, Ensei conseguiu trilhar seu próprio caminho rumo ao sucesso. Até despertar o interesse da NSA, a Agência de Segurança Nacional mais importante dos Estados Unidos, o centro de inteligência do país, que controlava tudo dos bastidores. Era irônico que viesse a trabalhar justamente naquele lugar, mas não guardava ressentimentos. Tinha aprendido a perdoar e queria usar o seu talento para um grande bem. Só que ao longo do tempo ele descobre que a NSA era muito mais do que alegava e que poderia ser extremamente perigosa. 

Atormentado pela existência do TRANSLTR, o supercomputador da NSA, capaz de quebrar qualquer código em poucos minutos e invadir a privacidade de qualquer pessoa, lendo sua troca de e-mails, interceptando suas mensagens e sabendo cada um dos seus passos, Ensei Tankado se desentende com a organização e acaba sem emprego e desacreditado na comunidade da informática. Mas ele jura que seria capaz de criar um algoritmo inquebrável e inutilizar a máquina mais poderosa da NSA. Uma promessa que nenhum deles leva muito a sério... até ser tarde demais. Agora a maior crise de segurança está prestes a estourar e é necessário correr contra o tempo para localizar a chave capaz de desencriptar o Fortaleza Digital e impedir que o arquivo caia em domínio público, fazendo com que qualquer pessoa ficasse blindada contra a organização. 

Só que, com o passar do tempo, novos segredos são descobertos e de repente o Fortaleza Digital não é mais apenas uma forma de impedir o governo de invadir a privacidade das pessoas... ele se torna uma arma poderosa capaz de provocar sérios danos a nível mundial. Muitas vidas estariam em perigo se o programa atingisse seu real objetivo. 

Num jogo de inteligência e ambição, controlado por duas mentes brilhantes, Susan Fletcher, a matemática chefe do setor de Criptografia da NSA e David Becker, um professor universitário de línguas, demorarão a descobrir que são apenas duas peças manipuladas ao bel-prazer daqueles que estavam dispostos a fazer o que fosse para garantir os próprios interesses.

"Fundada pelo presidente Truman no primeiro minuto do dia 4 de novembro de 1952, a NSA foi a agência de inteligência mais clandestina do mundo durante quase 50 anos. A doutrina de sua fundação, descrita em sete páginas, especificava um objetivo muito bem definido: proteger as comunicações do governo dos Estados Unidos e interceptar as comunicações de forças estrangeiras."

- Nem tudo neste livro é ficção. A NSA realmente existe e muito do que o autor coloca na história é real. A organização permaneceu no anonimato durante um longo período de tempo até começar a protagonizar alguns escândalos e ficar na mira dos defensores dos direitos civis, que viam nela uma verdadeira afronta. Alguns anos atrás, pelo que recordo, houve um escândalo envolvendo a nossa ex-presidente, em que os Estados Unidos estariam espionando nosso país. Creio que foi algo assim. E enquanto relia esse livro eu me peguei lembrando dessas notícias.rsrs É incrível a quantidade de coisas que o autor mostra neste livro e olha que foi escrito em 1998. Fico me perguntando quão poderosa a NSA deve estar nos dias atuais...

"Qualquer coisa faria mais sentido do que a verdade. Sou um professor universitário em uma missão secreta."

- Só que assuntos assim nunca me interessaram e não é por isso que amo o livro. Não gosto de histórias sobre política e espionagem, conspirações e nada no estilo. Fujo desses temas, pois me deixam entediada.rs O livro do Dan Brown me conquistou pela maneira como ele aborda os assuntos, os capítulos curtos e cheios de ritmo, nos quais ele vai soltando a verdade aos poucos, ligando todos os pontos e passando a mensagem que ele quis transmitir de uma forma bem clara até mesmo para alguém como eu que não entende nada de informática e o controle que os países possam ter sobre as comunicações. É algo que eu sei que existe, pois não sou tão burra, mas que não sei como funciona. E o autor nos faz mergulhar nesse mundo, nos chocando e preocupando. Fazendo com que nos perguntemos até onde os governos podem ir no intuito de preservar a segurança mundial. Quantos limites eles não devem estar ultrapassando... Enfim... Quando descobrimos toda a verdade dentro da história, o que realmente estava acontecendo... ficamos de boca aberta. Tudo bem que dessa vez eu não fiquei, pois já conhecia o livro e não tinha esquecido de nada, mas da primeira vez que li realmente me surpreendi muito. Pessoas desequilibradas com poder demais nas mãos só poderia resultar num completo desastre mesmo. 

- Neste livro não temos o famoso professor Robert Langdon, protagonista da maior parte das obras do autor. Aqui os personagens principais são a Susan e o noivo dela, David. Ela trabalha na agência há muitos anos e é uma das mentes mais brilhantes do lugar, embora seja um tanto ingênua, sendo facilmente manipulada pelos outros. David, por sua vez, por mais que seja um "simples professor", como muitos o veem, acaba se mostrando alguém difícil de matar.rsrs Ele vive as cenas de mais adrenalina da história e parece possuir mais vidas que um gato. Gosto muito dele e da Susan, porque ainda que ela seja muito crédula sua inteligência é realmente impressionante. 

"Ele havia feito contato. A presa tinha sido tocada pela morte. Era outro jogo agora."

- Recomendo muito o livro aos fãs do autor e a quem gosta de um bom suspense. Sempre será um dos meus livros preferidos de toda a vida. Tenho muito carinho por essa história. Claro que não gosto do número de mortes que existe nela, mas pelo menos o autor não nos dá a chance de nos apegarmos aos personagens que estão ali apenas para serem eliminados. Não temos a oportunidade de criar laços com a maior parte desses personagens e isso é um alívio, sinceramente. Odeio quando o autor faz diferente... quando permite que nos identifiquemos com eles para depois arrancá-los da história como se nada! 



Esta foi minha escolha para o tema do mês do Desafio 12 Meses Literários. Como eu disse, aproveitei a desculpa que tinha para reler meu livro querido. :) Para "releitura" a pessoa tinha duas opções: reler um livro ou ler uma obra que fosse releitura de alguma história. Como aquelas histórias que são novas versões de clássicos, contos de fadas etc. 

Leitora apaixonada por romances de época, clássicos e thrillers (não necessariamente nesta ordem). Mãe da gatinha Luana. Filha carinhosa. Irmã dedicada. Amiga para todas as horas. Acredita em Deus. E no poder do amor.

16 comentários:

  1. Que resenha extensa hahahaha.
    Então, nunca li nada de Dan Brown, te confesso que tentei ler Fortaleza Digital quando foi lançado ,e não consegui me conectar a narrativa do autor.
    Mas a história é boa, isso é verdade, acho o contexto dela ótimo e sempre tem que governo no meio a coisa fica mais interessante ainda hahahahahaha

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz que esse período tão conturbado da sua vida tenha passado, de verdade. Dan Brown é um autor que sempre me culpei por não ter lido, me parece ter tudo pra me fazer gostar e fico me perguntando porque não dei uma chance para ele ainda, talvez seu post tenha surgido como um aviso, ne? Hahaha

    ResponderExcluir
  3. Gostei de saber que você não gosta de muitos assuntos tratados na obra, mas que a forma do autor escrever sobre te cativou.
    Sabe que eu nunca tive vontade de ler os livros do Dan por achar que não eram meu tipo? Mas agora fiquei curiosa para ler algo dele.
    Valeu pela dica!
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Oiii. Olha, li toda a sua resenha, mas confesso que cheguei na metade e fiquei cansada por dois motivos:
    1 - não gosto muito do Dan Brown
    2 - coincidindo com o primeiro item, se a coisa é muito extensa dificilmente vou me sentir atraída pra ler o livro...
    Uma dica para as próximas resenhas: por mais que você esteja MUITO empolgada pra falar sobre a obra, tente ser um pouco mais sucinta, e não escrever tanto. Cansa o leitor e, aqueles que não conhecem a obra e possam conhecer através da sua resenha, acabam desistindo simplesmente porque se entendiaram com tanta informação na resenha...

    Xoxo,
    Abby
    Blog Linhas Tortas

    ResponderExcluir
  5. Olá, Abby!

    Obrigada pela dica, mas escrevo neste blog há oito anos e esta é até uma das minhas menores resenhas. Quem não gosta de resenhas extensas é livre para não seguir o blog e não ler minhas resenhas. Porque este é o meu cantinho. Um lugar no qual me sinto livre para escrever sobre os meus livros amados ou odiados. E não estabeleço um número mínimo ou máximo de linhas. Seguirei escrevendo do jeito que faço. Mas realmente agradeço pela dica.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Suo apaixonada pelos livros do autor e adorei ver a sua resenha sobre esse. Eu li faz muitos anos já, mas ainda me lembro dos detalhes. Meu preferido do autor é O Símbolo Perdido, mas são todos muito bons.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu adoro Dan Brown. Sempre que tem algum lançamento fico louca para saber o que esse homem vai trazer. Legal saber que a leitura foi feita inicialmente numa época de sua vida tão conturbada e fico feliz que esteja melhor. Livros são sempre uma ótima companhia.
    O que acho mais interessante nas tramas do Dan é que os enigmas estão por toda parte e o governo assim como a religião está no meio dessas bagunças.
    Assim que puder leia Origem, depois desse livro, acredito que tenha o maior conteúdo tecnológico e se você gosta certamente irá curtir a leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Oie!

    Eu só li o Código da Vinci do autor, mas me lembro que gostei muito, estou até devendo a releitura dele para poder ler os outros, sabe? Eu achei a premissa desse livro muito legal, seus comentários também me deixaram com mais vontade de ler.

    Mas ao contrário de você, eu amo esses assuntos conspiracionistas e também adoro a forma em que o autor trabalha os temas. Mais um motivo para eu ler mais obras do autor, rs.

    Parabéns pela resenha! Espero ler LOGO <3 haha

    beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bom?
    Eu não curto muito os livros do Dan Brown, inclusive tenho O símbolo perdido que estou me desfazendo dele. Mas confesso que sua resenha me deixou bem curiosa sobre esse livro. Tenho um amigo que é fascinado pelas histórias do Dan e sempre tenta me fazer ler algum livro dele, talvez você tenha conseguido algo que meu amigo não conseguiu: me deixar curiosa para ler Fortaleza Digital.

    Beijos!
    https://www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito dos livros desse autor, mas esse ainda não li. Adorei você ter compartilhado com a gente um fragmento de sua própria história e de como você se deparou com a obra. Amo ler e ouvir histórias assim. Quanto ao enredo da obra não o conhecia direito, ainda tô decidindo se gostei ou não. Bexus @prefirolercomcalma

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bom?

    Você acredita que eu nunca li Dan Brown? Apesar de gostar dos filmes, nunca me vi interessada pelos livros, pensando que seria algo fora do meu alcance e que eu, provavelmente, iria ler e ficar totalmente confusa. Porém, ao ler a sua resenha fiquei abismada com a genialidade desse autor, ainda mais pensando sobre a época em que ele escreveu (realmente a NSA deve estar muito mais poderosa agora). Fiquei intrigada com a trama e curiosa para saber o que acontece. Eu não sou de ler thrillers tecnológicos (e talvez nem goste tanto assim, mas não li muitos livros do gênero para ter certeza), mas você aguçou a minha curiosidade. Vou dar uma chance aos livros do autor, mas lerei na ordem do lançamento. Quem sabe eu não goste tanto quanto você, inclusive de O Código Da Vinci (que eu não me importo de ser criticado pela parte religiosa, já que como você disse, é um livro de ficção). Assim que possível, vou colocá-los na minha lista de desejados e adquirí-los.

    Enfim, adorei a resenha e agradeço a indicação :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?
    Já tive a oportunidade de ler esse livro e me encantei com ele completamente. Eu gostei de ter uma ideia diferente dos livros do Robert Langdon, mas sabe quando faz tempo que você leu e não se recorda muito? Eu me sinto assim.
    Sua resenha me fez sentir um pouco de saudades desse livro e vou tentar pôr na lista para reler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bom?
    Apesar de ter achado a trama super interessante, nunca ter lido um thriller tecnológico e saber o quanto você gostou da leitura e releitura, bem, eu simplesmente não consigo ler os livros do autor! Sabe quando você tem um bloqueio que a leitura simplesmente não engata, não consegue prender? Pois é! Tenho esse sério problema com os livros dele, apesar de amar as adaptações e achar super interessantes =/
    Enfim! Adorei saber um pouco sobre sua história com os livros do autor e claro, sobre todos os sentimentos despertados nessa releitura, mas infelizmente passo a dica da vez.
    Excelente resenha, como sempre ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá Luna!!!
    Eu gosto do Brown, mas como você disse pelas histórias do famoso professor Robert Langdon na qual tenho todas dele.
    Eu ainda não tinha encontrado nenhuma resenha que me fizesse pensar em dar uma chance para "Fortaleza Digital", pois apesar de eu gostar da escrita de Brown eu não via motivos para ler esse livro mas que bom que encontrei você Luna e que você trouxe essa resenha ^^
    Eu agora me vejo lendo o livro e dando uma chance para essa obra que não tem o meu amado professor Langdon e quero saber quem é essa criatura com genes de gato kkkkk

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá Luna,
    Eu nunca li nada desse autor e sinceramente nem pretendo. Assisti o códico (...) e mesmo sendo apenas a adaptação da obra consegui perceber o quanto a mente deste homem é genial, de fato ele mexeu com algo mega importante dentro do cristianismo e isso foi fundamental para que eu decidisse não ler nada dele, mas isso não anula o fato de que ele é muito bom no que faz. Por isso eu não tenho dúvidas de que esta seja realmente uma leitura incrível de se fazer, mas devido o que já mencionei anteriormente acabei perdendo o interesse de fazer a leitura.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  16. Olá Luna, tudo bem?

    Sou apaixonada pelos filmes que envolvam as histórias de Dan Brown. Mas, em compensação, não consigo ler seus livros. Acho a linguagem um pouco complexa e cheia de detalhes, então acaba me deixando sem paciência para prosseguir. :/

    Beijos
    @blogodiariodoleitor

    ResponderExcluir

Seus comentários são sempre bem-vindos! E são muito importantes para o blog!

Todavia, observe que:

1- comentários feitos apenas para divulgação de sorteios ou coisas parecidas não serão publicados;

2- comentários ofensivos serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog basta mandar um e-mail para contato@emocoesaflordapele.com e eu responderei o mais rápido possível.

Topo