16 de outubro de 2017

Futuro Roubado - Lynne Graham

Tempo de leitura:
(Título Original: The Sicilian's Stolen Son
Tradutora: Vera Vasconcellos
Editora: Harlequin
Edição de: 2017)

Uma deliciosa mentira.

A única conexão que Jemima Barber possui com Julie, sua falecida irmã gêmea, é seu sobrinho. Por isso, quando o pai do menino aparece e ameaça tirá-lo de Jemima, a jovem decide se passar pela irmã e fazer de tudo para permanecer com a criança. Apesar de ela ser muito mais gentil do que Luciano Vitale se lembrava, ele está decidido a fazê-la pagar por ter roubado o seu filho… de uma forma extremamente prazerosa. Porém, Luciano logo descobre que Jemima é muito mais inocente do que poderia imaginar. Agora, ele tem outra proposta em mente: transformá-la em sua esposa.



Palavras de uma leitora...


- A semana passada foi extremamente corrida. E estressante. Eu já não estava mais em provas, mas o desgaste causado por elas ainda permanecia, refletindo nas minhas leituras. Ou melhor, impedindo-as. Sério! Foi muito complicado ler. E não era nem por falta de tempo, mas de disposição mesmo. Tudo o que eu queria era dormir. Só pensava nisso.kkkkk... Acabei por não conseguir postar nada nessa semana que passou. :(

Todavia, estou aqui recuperando o tempo perdido. Infelizmente, não é com a resenha de um livro arrebatador ou algo do gênero. Na verdade...

Sabe quando uma história não funciona? Quando ela não consegue te prender, te convencer ou conquistar? Quando você simplesmente não vê a hora de terminá-la e poder partir para a leitura de algo melhor? Foi bem o que aconteceu comigo. E sim! É um livro da Lynne Graham. E uma coisa que sempre disse sobre os livros dela é que eles podem ser qualquer coisa menos entediantes. Isso até eu ler Futuro Roubado

Não irei culpar a história por completo. Meu estado emocional não era dos melhores durante a leitura. Eu estava com o estresse além do limite, preocupada com as provas, muito ansiosa e cansada. Tudo o que eu não precisava era de uma leitura que fosse mais do mesmo e com a agravante da mocinha ser uma tapada. Se a Jemima pelo menos tivesse um pouco de atitude eu não teria ficado tão irritada e louca para me ver livre da história. Mas como nada estava ao meu favor...rsrs

- Nunca fico feliz ao falar mal de um livro. Nunca mesmo. Todas as vezes que explodi aqui, fazendo resenhas estressadas e chamando os livros de todos os nomes que conseguia recordar foi porque tais histórias de fato me tiraram do sério. E sou uma pessoa emotiva. Amo e odeio com intensidade. Assim... alguns livros sentiram nas "páginas" o meu desprezo.rs Mas isso não significa que pulei de felicidade ao escrever resenhas em que "maltratava" as histórias. E quando a história é da Lynne Graham... aí mesmo que não suporto falar mal. 

Após perder a esposa e a filha num terrível acidente, Luciano jurou que jamais voltaria a se casar. Mas o desejo de voltar a ser pai não o abandonava e só aumentava com o passar do tempo. Queria um filho. E a única maneira de consegui-lo sem voltar a ver-se preso na armadilha do casamento era contratando alguém para ser barriga de aluguel. Um contrato simples, sem que os dois sequer se conhecessem. Ela daria à luz, entregaria a criança e desapareceria da vida deles como se nunca tivesse existido. Tudo muito simples. Só que não. Principalmente depois que a escolhida percebe quem era o homem que a contratou. 

Problemática e capaz de tudo por dinheiro, Julie não hesitou antes de roubar a identidade da irmã gêmea e se candidatar ao "cargo" de barriga de aluguel. Não desejava mesmo prender-se a filho algum e o valor oferecido era tentador demais. Porém, depois de todas as desvantagens da gravidez e de descobrir quem era o pai da criança, ela decidiu fugir com o bebê, jurando entregá-lo apenas se Luciano estivesse disposto a pagar muito mais para ter o que tanto desejava...

Frustrado e enfurecido, ele contrata um detetive particular para tentar localizar a infeliz que roubou seu filho e conforme revelações bombásticas vão sendo feitas em relação à mãe que ele escolheu para seu filho mais nojo e desprezo ele sente... Como pôde cometer um erro tão grande? De todas as mulheres como sua equipe pôde ser tão imbecil ao ponto de escolher uma ladra, prostituta e mercenária? E quando finalmente a conhece... Seus olhos inocentes e sua aparente ingenuidade não são capazes de convencê-lo. Nem mesmo as palavras mentirosas que saem de sua boca. Levaria seu filho custasse o que custasse. E nunca mais voltaria a ver aquela mulher. 

Jemima ainda tentava lidar com a morte de sua irmã e todo o caos que ela provocou antes disso. Não tinham crescido juntas. Nascidas de uma mãe viciada em drogas e sem a menor ideia de quem poderia ser o pai delas, as duas foram separadas ainda pequenas. E enquanto Jemima cresceu num lar humilde, mas confortável e com pais acolhedores, Julie sofreu mais de uma vez a rejeição. Assim, quando ela apareceu em sua vida, Jemima a recebeu de braços abertos, acreditando em suas palavras e em seu falso carinho. Encontrou justificativas para suas atitudes mesmo depois da irmã roubar sua identidade e usá-la daquela maneira... E ainda quando ela deu à luz a um bebê com o qual não se importava e se recusou a entregá-lo ao pai por querer mais dinheiro. Em todo o momento a perdoou e aceitou... E agora Julie estava morta. O que fazer com seu sobrinho? Sequer cogitava a possibilidade de entregá-lo à adoção e não fazia ideia de quem era o pai da criança. Sabia do acordo que a irmã fizera utilizando seu nome, mas a outra jamais revelou o nome dele. Sua única alternativa era criar o sobrinho como se fosse seu filho e tentar seguir da melhor maneira possível.

Só que todos os seus planos vão por água abaixo quando Luciano aparece em sua porta, exigindo seu filho de volta e acreditando que ela era a mãe da criança. Não estando pronta ainda para abrir mão do bebê, Jemima resolve levar a farsa adiante, sabendo que seria muito mais fácil para ele livrar-se da tia de Nick nos tribunais do que de sua mãe biológica. E se era o seu nome que estava na certidão de nascimento do menino por que não se aproveitar disso? Sua consciência poderia dizer que ela estava errada, mas quando olhava nos olhinhos do bebê que criava desde o nascimento... tudo o que era certo ou errado perdia importância.

E quando uma atração incontrolável a aproxima de Luciano, tudo torna-se ainda mais complicado...

- O livro até tinha uma premissa boa, apesar de ser mais do mesmo e eu não estar num momento para isso. Mas a história não convence. Pude enxergar o amor da Jemima pelo bebê, porém isso foi o máximo. Não pude ver de onde diabos surgiu o amor dela pelo Luciano e vice-versa. Atração física sim, com certeza. Estavam morrendo de desejo um pelo outro. Não podiam se ver que já pensavam no quanto um era sedutor e tinha essa ou aquela parte do corpo capaz de causar calor. Pensavam o tempo inteiro em sexo e química e eu estava a fim de uma leitura mais substancial. Não me digam que eu deveria ter procurado outro tipo de leitura porque não é bem verdade. Os livros da LG são substanciais quando ela quer. Só que ela não estava com vontade de algo assim ao criar o Luciano e a Jemima. O passado dele é muito triste, claro. Mas o casal passa tão pouca emoção que nem chegamos a sentir empatia. 

E a Jemima é uma pateta. Tudo a imbecil perdoava, compreendia, aceitava. Era uma estúpida do tipo mais irritante. Não tinha atitude para nada. E nem mesmo quando se estressava ela conseguia ter um pouco de cor, todo o tempo estava apagada. Não pude suportar. É uma mocinha que NÃO vai deixar saudades.rs

- Enfim... A leitura realmente não funcionou para mim. Claro que isso em nada diminuiu meu carinho pela autora que sempre será uma das minhas preferidas. Simplesmente, preferirei esquecer este livro.kkkkkk... 

E recomendo que vocês deem uma chance à história! Eu não estava num bom momento quando a li e isso influenciou bastante a leitura. É possível que vocês leiam e se apaixonem! :)

Bjs!

Leitora apaixonada por romances de época, clássicos e thrillers (não necessariamente nesta ordem). Mãe da gatinha Luana. Filha carinhosa. Irmã dedicada. Amiga para todas as horas. Acredita em Deus. E no poder do amor.

2 comentários:

  1. Te entendo.. também acabei de sair de semana de provas e estava super estressada! Sorte que peguei livrinhos que me relaxaram por completo!

    Vou ler este só por ser da Lynne, mas já fiquei tensa com a usa resenha.

    Beijinhos! <3
    Passa lá no blog!

    Luciana Miranda
    Amante do Deserto

    ResponderExcluir
  2. Semana de provas é um pesadelo, Luciana! Não sei se eu dei azar com o livro ou o livro deu azar comigo!kkkkkkkkk...

    É possível que você até goste da história. Eu realmente não estava num bom momento quando a li.

    Bjs!

    ResponderExcluir

Seus comentários são sempre bem-vindos! E são muito importantes para o blog!

Todavia, observe que:

1- comentários feitos apenas para divulgação de sorteios ou coisas parecidas não serão publicados;

2- comentários ofensivos serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog basta mandar um e-mail para contato@emocoesaflordapele.com e eu responderei o mais rápido possível.

Topo