25 de dezembro de 2017

Conto de Fadas: A Pastora e o Limpa-Chaminés - Hans Christian Andersen (extra: O Anjo)

Tempo de leitura:


- Olá, meus queridos!

Então é Natal! :D E eu disse para vocês que apareceria aqui, lembram? A semana passada foi extremamente corrida, uma loucura, e por esse motivo não consegui vir ao meu cantinho. Mas irei compensar minha negligência aparecendo mais vezes nesta semana. Ou tentando, pelo menos.kkkkkk... 

Como vocês bem sabem, estou viciada em contos. Este foi o ano em que li mais contos em toda minha vida e foi uma experiência fantástica, realmente maravilhosa! Quero seguir assim em 2018. :)

E entre os meus contistas preferidos está o Hans Christian Andersen, um dos grandes autores de contos infantis de todos os tempos, que escrevia contos variados e chegou a apostar em contos de fadas com finais nada felizes e que não consigo encarar como histórias para crianças. Porém, mesmo as histórias dele que me fazem chorar conseguem me encantar de uma forma incrível. Ele tinha magia em suas palavras, era capaz de nos envolver logo na primeira frase e prender nossa atenção até o desfecho desejável ou não

Neste dia de Natal eu lhes trago a resenha de A Pastora e o Limpa-chaminés, um conto que li às cegas, pois nada sabia da história. Até já vi mencionarem este conto em algum desenho ou série, mas não sabia absolutamente nada sobre ele. Confesso que tive medo. Estava receosa do final ser infeliz como o de A Pequena Sereia, por exemplo. Felizmente, as coisas são distintas neste aqui.rs

Era uma vez uma linda pastorinha de porcelana. Uma boneca delicada e frágil, apaixonada por um limpa-chaminés que conhecia de toda sua vida e de quem se fez noiva. 

"Passavam o tempo um com o outro. Eram gente nova, eram da mesma porcelana e ambos igualmente quebráveis."

Porém, a beleza dela logo despertou o interesse de alguém mau, que já possuía onze esposas que mantinha trancadas e queria para si a pobre pastorinha, não se importando com o fato dela já ser comprometida e não desejá-lo. Aproveitando-se da influência de um chinês que se considerava avô da jovem menina de porcelana, ele tenta convencê-lo a forçar a pastora a se casar com ele. O chinês, tomado pelo interesse, obriga a menina, jurando que ela irá casar-se com o sargento mau e rico, querendo ou não. 

Desesperada, a pastorinha pede ao seu amado que fuja com ela, que a acompanhe pelo mundo afora, onde pudessem ser felizes juntos, longe daqueles que desejavam separá-los. Apaixonado, o limpa-chaminés aceita fugir com sua noiva, disposto a sustentá-la com sua profissão, lutando pelo amor dos dois. 

E... Será que o casal conseguirá escapar daqueles que desejam separá-los por cobiça? E o mundo que os aguarda? Será menos ameaçador?

- A história é bem curtinha e se eu falasse mais acabaria contando tudo.rsrs Por isso, preferi parar. É um conto tão fofo que vale a pena ser lido. A pastorinha não é uma heroína das mais corajosas. Muito pelo contrário.kkkkkkk.. Todavia, penso que no lugar dela eu também teria medo. Consigo compreendê-la.rs


O Anjo é o conto extra que li e não tinha muita certeza se comentaria ou não. Difícil decidir se ele teve um final feliz. Hans Christian era um autor brilhante, crítico quando queria, dando grandes lições em suas histórias, mas também amante de finais dúbios ou infelizes. 

A história mal começa chega ao seu final. É realmente algo que lemos em aproximadamente cinco minutos de tão rápido que é. 

"Cada vez que uma criança morre, desce um anjo de Deus à Terra, toma-a nos braços, abre as grandes asas brancas, voa sobre todos os lugares de que a criança gostou, e colhe toda uma mão-cheia de flores, que leva a Deus, para aí florirem ainda mais bonitas do que na Terra."

Este conto nos fala da vida após a morte das crianças que partem cedo demais, seja pelo motivo que for. Crianças que estavam doentes, crianças que como nossa Pequena Vendedora de Fósforos, morreram vítimas da fome ou de outras situações. O conto não se concentra na causa, mas sim no momento de partida, quando um anjo vem do céu e as leva em seus braços, envolvendo-as em suas asas e passando pelos lugares preferidos delas, levando consigo recordações e flores. 

Lá no céu, elas são recebidas por Deus para uma vida de felicidade, onde não existe dor. Onde tem música e beleza, onde não falta amor. 

Em uma de suas inevitáveis viagens à Terra para buscar mais um pequeno que partia cedo demais, um determinado Anjo pega em seus braços a criança que partia, a beija e juntos escolhem as flores que seriam levadas. Flores machucadas, esquecidas e abandonadas pelos homens eram as mais escolhidas, pois no Céu teriam de volta a vida, seriam tratadas com carinho por Deus. 

"A criança ouvia-o como num sonho, enquanto iam passando sobre jardins com lindas flores, e lugares onde, em vida, brincara."

Naquela ocasião em particular, o Anjo demorou a voltar ao Céu. Necessitava fazer algo antes. Buscar uma flor especial. Uma flor que possuía uma história. E então... ele conta à criança que coisas aquela flor havia testemunhado. Uma história de dor, mas também de amor... de beleza nas simples coisas da vida. 

"– Mas como sabes tudo isso? – perguntou a criança ao anjo que a levava para o Céu.
– Sei-o! – disse o anjo. – Era eu próprio o rapazinho doente que andava de muletas! Conheço bem a minha flor!"

- O desfecho deste conto é muito lindo, por mais que nos dê algo em nosso coração. Deixou uma mensagem de esperança, de enxergar o que importa na vida, o que vale a pena. De acreditar que existe algo além. Que o final não é realmente o fim. É um dos contos mais bonitos que já li. 




Feliz Natal, queridos!

Que seja um dia de amor, paz, união e felicidade! Que recordem o verdadeiro sentido deste dia tão especial e mágico. Do dia que simboliza o nascimento de Jesus Cristo. Natal não é Papai Noel ou ganhar presentes, vestir roupas novas e comer todas as guloseimas que evitamos o ano inteiro (risos). Claro que podemos fazer todas essas coisas sem problema algum. Eu própria vesti minha gatinha de Gata Noel (e ela ficou linda!!!), mas não podemos esquecer o significado real deste dia. É um dia mágico! É um dia de Amor. Não deixem o aniversariante de fora da festa! Amo vocês! :) 

Bjs!

Leitora apaixonada por romances de época, clássicos e thrillers (não necessariamente nesta ordem). Mãe da gatinha Luana. Filha carinhosa. Irmã dedicada. Amiga para todas as horas. Acredita em Deus. E no poder do amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos! E são muito importantes para o blog!

Todavia, observe que:

1- comentários feitos apenas para divulgação de sorteios ou coisas parecidas não serão publicados;

2- comentários ofensivos serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog basta mandar um e-mail para contato@emocoesaflordapele.com e eu responderei o mais rápido possível.

Topo