23 de fevereiro de 2020

A Iniciação (Círculo Secreto) - L. J. Smith

Tempo de leitura:
Literatura norte-americana
Título Original: The Initiation - The Secret Circle
Tradutora: Ryta Vinagre
Editora: Galera Record
Edição de: 2011
Páginas: 256
10ª leitura de 2020

Trilogia Círculo Secreto - Livro 1

*Lido no Kindle Unlimited
Sinopse: A Iniciação é o livro que deu origem à série de TV Secret Circle! A história começa quando Cassie se muda da Califórnia para New Salem, depois de passar as férias em Cape Cod, e começa a se sentir estranhamente atraída pelo grupo de jovens que domina sua nova escola. Cassie logo é iniciada no Círculo Secreto, uma irmandade de bruxas que controla a cidade há séculos, numa aventura ao mesmo tempo fascinante e mortal. Ao se apaixonar pelo sombrio Adam, será preciso escolher entre resistir à tentação ou lutar contra forças obscuras para conseguir o que deseja - mesmo que um simples passo em falso possa significar a sua destruição.
Primeiro volume da trilogia Círculo Secreto, de L.J. Smith, a criadora do fenômeno mundial e best seller do New York Times, Diários do vampiro que deu origem à série de TV da Warner Vampire Diaries.




Esta leitura é a prova de que não aprendi nada com Diários do Vampiro. Que sou uma baita de uma estúpida!rs

Vamos recapitular?! Em 2010, ano de criação do blog, eu li a trilogia Diários do Vampiro (Sim! TRILOGIA!) que foi originalmente publicada em 1991 e não seria mais que isso: uma história composta por três livros: O Despertar, O Confronto e A Fúria. Como o terceiro livro terminou de uma maneira que deixou muitos fãs em prantos e revoltados, a autora resolveu "fechar" a história escrevendo um quarto livro, "Reunião Sombria", publicado em 1992. Terminava ali. Ponto final. Certo?! Errado! Em 2009, quase vinte anos depois de encerrar a história, a autora veio com a novidade de "Diários do Vampiro: O Retorno" que contaria com mais três livros. E depois só desandou (na minha opinião, pois existe muita gente que gosta do fato de existirem "dois mil" livros da série): uma outra autora que, pelo que entendi, foi contratada pela própria L. J. Smith (ou pela editora, provavelmente), deu continuação à série, escrevendo diversos outros livros.

Eu não sou como muitos fãs que quanto mais livros surgirem melhor (mesmo que escritos 50 anos depois). Eu não gosto disso. Quando um autor diz que encerrou uma série eu quero que isso seja verdade. Não gosto que uma história seja reaberta séculos depois, pois geralmente os autores modificam muita coisa que os leitores já davam como certo, eles desconstroem toda a ideia deixada pelo encerramento original da história. Por isso, sempre que vejo que um autor decidiu continuar uma história concluída milênios antes, fico com um pé atrás e muito desanimada. Mas esta sou eu. É minha esquisitice de leitora. Ninguém precisa pensar igual.rs

Mas foi justamente esta minha "esquisitice" que me fez encerrar Diários do Vampiro do jeito que a história terminava lá em 1992, quando eu nem sequer existia (sou de 1994): com o quarto livro, Reunião Sombria. Li a trilogia em 2010. E em 2016 li Reunião Sombria, deixando claro que parava ali para mim. Não li as centenas de continuações. E nem vou ler. Assim, também perdi a vontade de ler outras histórias da autora. Até perder o juízo esta semana.rs

Vocês sabem que estou participando do Desafio Literário Livreando 2020 e para o tema "Um livro de fantasia" eu pretendia ler Drácula. Ocorre que já faz uma vida que estou parada em 40% do livro.rs Não consigo avançar. Então, resolvi substituir o livro por este do qual agora escrevo.rs E por que me considero uma grande imbecil? É simples: Círculo Secreto era uma TRILOGIA. Escrita em 1992. E o que aconteceu?! Adivinhem só! A autora resolveu retomar a série encerrada décadas antes. E pior: nem foi ela quem escreveu os três livros que reabriram a série. Foi a mesma escritora fantasma que escreveu diversas continuações de Diários do Vampiro. Não sei o motivo de isso ter acontecido com as duas séries da autora. Não sei se foi realmente uma decisão dela ou de alguma editora que possuía os direitos das histórias, mas eu fico novamente com a trilogia original: lerei apenas até o terceiro livro de Círculo Secreto. Dos outros três livros (que nem foram escritos pela Lisa Jane Smith) eu passarei bem longe.

Ok, Luna! Será que agora você pode começar a resenha de verdade?! Sim! Agora eu posso! :D

"O cordão prateado nunca poderá ser rompido. Suas vidas estão ligadas. Não podem escapar um do outro mais do que podem escapar do destino."

Cassie era uma adolescente como outra qualquer, talvez um pouco mais tímida e reservada que seus colegas, mas ainda assim aceita por seu grupo de amigos, pessoas que ela conhecia desde que se entendia por gente. Levava a vida de maneira tranquila e feliz ao lado da mãe, única família que sabia possuir. Mas tudo começou a dar terrivelmente errado durante as férias de verão.

Era para ser um período de relaxamento antes da volta às aulas, mas sua mãe parecia cada vez mais magra e pálida, sempre preocupada, embora dissesse para a filha que tudo estava bem e fingisse uma animação que evidentemente não sentia. Como se isso não bastasse, as pessoas que Cassie conheceu naquele lugar eram, no mínimo, desagradáveis... exceto por ele. O rapaz rejeitado. Aquele que era excluído do grupo, que quando passava as garotas viravam o rosto com desdém. Após uma simples troca de olhares, ela sentiu que algo os conectava... algo forte demais. Inquebrável. De outras vidas.

"Meu destino, pensou. Ela enfim o encontrou."

Mas do mesmo modo que surgiu em sua vida, o rapaz misterioso partiu, deixando um vazio, uma sensação de abandono. Não havia nada entre os dois, ela sabia. Só que o seu coração acreditava que ele era o seu destino, mesmo que nem sequer soubesse o seu nome.

Conformada com o fato de que nunca mais voltaria a vê-lo, Cassie só queria o fim daquelas férias, retornar para sua vida confortável e segura, ao lado dos amigos que a amavam. Todavia, os planos de sua família não só para o novo ano letivo, mas para toda sua vida, eram bem distintos...

Cassie não voltaria para casa. Nem para sua antiga escola. Toda a vida que tivera até então deveria ser esquecida... Com a desculpa de uma doença que debilitara a avó que Cassie nunca conheceu, sua mãe informara que as duas iriam partir. Morariam em New Salem, onde sua mãe crescera e de onde fugira tantos anos antes... Ela deveria aceitar. Entender que aquilo era necessário.

"Não havia mais nenhuma dúvida de que ela foi trazida a este lugar, de propósito, e por um motivo muito específico." 

Logo após chegar ao lugar estranho que sequer constava no mapa, ela percebeu que sua vida estava mudando para pior. A casa parecia saída de um filme de terror, o quarto mais parecia fazer parte de um museu e a escola... Era linda sim, como uma universidade de sonhos, mas os alunos... Uma parte deles ficava o mais longe possível dela, como se ela tivesse alguma praga. A outra parte, aquela que formava "O clube" (algo que Cassie não entendia, mas parecia aterrorizar uma grande parcela dos alunos) não poupava esforços para fazer de cada um dos seus dias um completo inferno.

"Não conseguia chorar. Todas as lágrimas secaram. Mas seu coração dava a impressão de que ia se rasgar."

Rodeada de inimigos que pareciam possuir estranhos poderes, Cassie tentava sobreviver ao bullying constante, ainda que eles se tornassem cada vez mais agressivos com o passar dos dias. Tentara recorrer à direção da escola, mas assim como os professores, o diretor parecia temer "o clube", grupo de estudantes responsáveis pelos ataques que ela sofria. Ela não conseguia entender que tipo de lugar era aquele em que adolescentes podiam se comportar daquela maneira sem que nenhum adulto fizesse nada. Mas é somente após ser atraída para uma armadilha mortal, liderada por Faye, uma garota sombria que parecia nutrir um ódio especial por Cassie, e ser salva por Diana, uma jovem que parecia irradiar luz por onde passava, que ela começa a juntar as peças e compreender que não estava lidando com garotas e garotos normais. Ela tinha uma ideia de o que era aquele clube, mas a resposta era absurda demais...

"Vou morrer de terror. Ninguém pode ficar tão apavorado e sobreviver."

Depois dos vampiros, eis os bruxos!rs É isso o que encontramos nesta história. Adolescentes bruxos, descendentes das bruxas de Salem (as verdadeiras bruxas, segundo o livro, e não as pessoas inocentes que foram enforcadas por conta do preconceito e ignorância de gente fanática) que fundaram a New Salem e controlaram a pequena cidade durante séculos, convivendo pacificamente com os "marginais" (pessoas que não eram bruxas e que em Harry Potter sabemos que se chamam trouxas.rs) e levando uma vida aparentemente normal... até a nova geração.

Cassie, após ser aterrorizada e perseguida por alguns membros da irmandade de bruxos, acaba descobrindo que é metade bruxa, por parte de mãe. Ela já tinha sentido uma conexão com a natureza antes (principalmente com o mar) e escutava vozes em sua cabeça, escutava coisas que sabia que pessoas normais não ouviriam, mas nem em seus sonhos mais loucos imaginaria ser uma espécie de feiticeira, descendente de bruxos poderosos. E foi aí que eu tive certos problemas com o livro. Cassie não fazia ideia que era uma bruxa, mas quando descobre a verdade fica tudo bem. Não há choque, negação, raiva por terem mentido para ela a vida inteira... Nada. Ela aceita tudo naturalmente. E não é apenas em relação a isso. A protagonista deste livro simplesmente aceita tudo o que lhe acontece. É agredida? Tudo bem. Até há um "sopro" de reação, mas não passa disso. É ameaçada? Tudo bem também. Ela sempre pode chorar e depois ceder à ameaça. Faz sempre tudo o que os outros querem. Tenta resolver as coisas chorando e como isso nunca é solução, aceita o sofrimento sem lutar de verdade. Ou então se esconde debaixo das saias da Diana, uma das personagens mais interessantes desta história.

Diana é a garota popular, mas não uma patricinha. Ela faz o tipo anjo, que todos amam, de quem todo mundo quer estar perto. É também a líder temporária do "clube" e tenta manter todos unidos e "do lado certo". Faye, a vilã do livro, é sua prima de primeiro grau e as duas disputam a liderança permanente do clube. Enquanto Faye abraçou as trevas e tenta carregar os outros membros do clube com ela, Diana é pura luz e luta para impedir os planos da prima. É impossível não amar essa personagem, tão iluminada e boa sem ser apagada como a Cassie. Diana tem uma força interior enorme. Ela lidera de maneira natural e exerce uma autoridade impressionante, batendo de frente com a Faye de maneira tranquila e firme, de modo que a outra na maioria das vezes acaba tendo que recuar. É ela quem salva a Cassie e a "adota" como irmã.

"- O Poder é só Poder - disse Diana, cansada, sem se virar. - Não é bom nem ruim. O modo como o usamos é que é bom ou ruim."

Outro personagem muito interessante é o Nick (que NÃO é o rapaz que a Cassie conheceu nas férias), um garoto misterioso, bruxo também, que estava quase sempre calado, distante, como se a mente estivesse constantemente em outro lugar. Numa determinada cena, ele socorre a Cassie, mas permanece um enigma até o final do livro. Fiquei morrendo de vontade de conhecê-lo melhor, de entender o que se passa com ele e o que o motivou a salvar a mocinha. Seus sentimentos são um completo mistério. Ele parece detestar todos os membros do clube, mas aparece em todas as reuniões por causa da Diana. Quem é ele? Quais os seus segredos? Quero continuar lendo a série só por causa dele e da Diana.rs

Os protagonistas da trilogia, Cassie e um outro personagem do qual não posso falar agora para não dar spoiler, são os mais sem graça do livro.kkkkkkk... Sério! Eles são completamente apagados. E a atitude imbecil da mocinha no final deste primeiro livro me fez querer sacudi-la. É estupidez demais para uma personagem só! A pouca idade dela não é desculpa para tanta burrice. Fiquei com muita raiva, pois a pouca coragem dela vai acabar prejudicando pessoas que não merecem. Enfim... Falaremos melhor sobre isso na resenha do segundo volume.

Recomendo a trilogia? Por enquanto sim. Embora a Cassie seja um caso perdido, a história em si é muito boa, envolvente desde a primeira página. Quanto mais lemos mais queremos ler e todo esse universo de bruxos, poderes e força da natureza é fascinante! Já estou ansiosa para ler o segundo livro! :)


-> DLL 20: Um livro de fantasia



Leitora apaixonada por romances de época, clássicos e thrillers (não necessariamente nesta ordem). Mãe da gatinha Luana. Filha carinhosa. Irmã dedicada. Amiga para todas as horas. Acredita em Deus. E no poder do amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários são sempre bem-vindos! E são muito importantes para o blog!

Todavia, observe que:

1- comentários feitos apenas para divulgação de sorteios ou coisas parecidas não serão publicados;

2- comentários ofensivos serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog basta mandar um e-mail para contato@emocoesaflordapele.com e eu responderei o mais rápido possível.

Topo