16 de abril de 2020

Vidas na Noite - Aione Simões

Tempo de leitura:

Literatura Brasileira
Editora: Independente
Edição de: 2018

20ª leitura de 2020

Sinopse: Um bar pode ser palco para muitas histórias: começos, transformações, pontos finais. Vidas na Noite é uma antologia com cinco contos de diferentes gêneros — do jovem adulto ao chick-lit, passando por trhiller psicológico e erótico — para narrar as diferentes tramas que se desenvolvem simultaneamente em um estabelecimento noturno. Cada conto, uma emoção. Cada história, uma vida única. Vidas na Noite é um convite para encarar as várias facetas de nossa própria existência.





Este é um livro curtinho com 5 contos bem diferentes uns dos outros, mas que acabam se interligando por se passarem num mesmo cenário: um bar. Local por onde passam centenas de pessoas numa mesma noite, cada uma com seus próprios dramas, segredos e passado. Quantas vidas distintas passam por um mesmo lugar... Quantos "livros" diferentes, com seus próprios começos, meios e fins...

Na primeira história, Pesos e medidas, temos duas adolescentes que são melhores amigas. Uma delas está comemorando o aniversário no bar do tio, tendo convidado pessoas que não davam a mínima para ela, mas pelas quais a garota desejava ser "aceita". Para completar, sua autoestima estava péssima e ela se sentia muito gorda e disposta a passar fome para ter o "peso ideal". O conto gira em torno da tristeza que ela sente por tudo estar correndo mal no seu aniversário, por desejar comer e sentir que não pode, pois precisa emagrecer... E a amiga dela tentando fazê-la compreender que passar fome não é o caminho e que ela necessita entender que precisa de ajuda. 

Na segunda história, Os habitantes do 9º, temos um personagem que está atormentado por ter sofrido uma dupla traição, tendo sido traído pela namorada e pelo melhor amigo que ainda achavam que ele tinha que perdoar o fato de ter sido apenas uma noite, um erro que não voltaria a se repetir. Ele fica lembrando dos momentos bons e trava uma luta consigo mesmo, pois sempre considerou a traição algo imperdoável, mas, por outro lado, ainda ama a garota. Não gostei do final desse conto. Não posso falar meus motivos para não ter gostado, pois teria que dar spoiler. 

Gatilho é o terceiro conto desta antologia e é também o meu preferido, por tocar no tema transtorno de ansiedade e relacionamento abusivo. A protagonista desta história saiu de uma relação muito ruim, na qual sofria agressões psicológicas (que muitas vezes podem ser piores que as físicas) e que quase destruíram a sua mente. 

Todavia, mesmo longe daquele que lhe fez tanto mal, ela ainda precisa lidar com os traumas e a sensação de que ele ainda tem o poder de controlar sua vida, que segue vivendo conforme as regras e influência dele. Nos sentimos "sufocados" lendo esse conto, pois é fácil nos colocarmos no lugar dessa mulher e entender o que ela está passando. Gostei da maneira como o conto terminou e imagino que, apesar de sua decisão, ela ainda precisará percorrer um longo caminho até realmente estar livre. 

O quarto conto, Domado descontrole, nos traz uma história "bem quente", sensual, de dois personagens que estão no primeiro encontro e sentem uma forte conexão. São duas pessoas livres, independentes, que enlouquecem juntas, sem pensar em nada, desejando viver apenas o momento. É bom para quem curte histórias eróticas, com um toque de sadomasoquismo. Eu, particularmente, não curto muito, portanto, é um dos contos que menos me agradou. 

O começo de tudo é o último conto da antologia e traz a ligação entre os quatro contos anteriores. Clara é funcionária do bar no qual as outras quatro histórias acontecem e tudo se passa numa mesma noite. Ela decidiu pedir demissão e está cumprindo o aviso prévio. Deseja seguir seus próprios sonhos, mas está atormentada por ter tido que abrir mão de alguém que amava, por saber que ele não aguentaria um relacionamento à distância. É bem legal acompanhar este conto não só pela história da Clara, mas principalmente por vermos como ela cruza o caminho dos personagens dos outros contos, que estão tão concentrados em suas próprias vidas e não notam muito ao seu redor. 

De modo geral, é uma antologia que me agradou bastante e me deixou desejando ler outras histórias da autora. A escrita da Aione é deliciosa e tudo flui muito bem, chega a ficar aquele gostinho de quero mais, pois acabamos desejando saber o que aconteceu com alguns personagens depois daquela noite. Dá para ler em menos de uma hora e recomendo bastante!


-> DLL 20: Um livro de capa roxa/lilás



Leitora apaixonada por romances de época, clássicos e thrillers (não necessariamente nesta ordem). Mãe da gatinha Luana. Filha carinhosa. Irmã dedicada. Amiga para todas as horas. Acredita em Deus. E no poder do amor.

2 comentários:

  1. Olá, tudo bem ?
    Quando eu vi que o livro era da Aione, fiquei super animada, mas ao ler a resenha desanimei. Não gosto de contos.
    Eu li um livro dela chamado Escrito nas Estrelas ? que foi muito legal e elevou minhas expectativas sobre ela.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Opa, tudo bem por aí?

    Não conhecia a obra, nem a autora. De início, achei que se tratasse de uma coisa, mas, pela resenha, não é como eu pensava. Não sei se me agradaria essa mistura de gêneros entre os contos, mas eu gosto bastante de thrillers, já de histórias eróticas e chick-lits nem tanto, mas valeu pela indicação. Adorei a resenha :)

    Abraços!
    Acampamento da Leitura

    ResponderExcluir

Seus comentários são sempre bem-vindos! E são muito importantes para o blog!

Todavia, observe que:

1- comentários feitos apenas para divulgação de sorteios ou coisas parecidas não serão publicados;

2- comentários ofensivos serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog basta mandar um e-mail para contato@emocoesaflordapele.com e eu responderei o mais rápido possível.

Topo