18 de julho de 2018

Era Uma Vez no Outono - Lisa Kleypas

Tempo de leitura:
(Título Original: It Happened One Autumn
Tradutora: Maria Clara de Biase
Editora: Arqueiro
Edição de: 2016)


As Quatro Estações do Amor - Livro 2


A jovem e obstinada Lillian Bowman sai dos Estados Unidos em busca de um marido da aristocracia londrina. Contudo nenhum homem parece capaz de fazê-la perder a cabeça. Exceto, talvez, Marcus Marsden, o arrogante lorde Westcliff, que ela despreza mais do que a qualquer outra pessoa.

Marcus é o típico britânico reservado e controlado. Mas algo na audaciosa Lillian faz com que ele saia de si. Os dois simplesmente não conseguem parar de brigar.

Então, numa tarde de outono, um encontro inesperado faz Lillian perceber que, sob a fachada de austeridade, há o homem apaixonado com que sempre sonhou. Mas será que um conde vai desafiar as convenções sociais a ponto de propor casamento a uma moça tão inapropriada?

Neste segundo livro da série As Quatro Estações do Amor, Lisa Kleypas nos apresenta um homem de hábitos rigorosos, uma mulher disposta a quebrar tabus e uma deliciosa batalha entre razão e sentimentos na busca do amor verdadeiro.



Palavras de uma leitora...


- No livro anterior, Segredos de Uma Noite de Verão, conhecemos os protagonistas desta história. Lillian, uma americana que tinha ido para a Inglaterra porque seus pais estavam decididos a ver as duas filhas casadas com aristocratas e não aceitavam nada menos que isso, e lorde Westcliff, um homem aparentemente frio e insensível, que fazia todo o possível para deixar claro o quanto considerava a mocinha indigna de estar no mesmo ambiente que ele. Acham que dá para surgir um belo romance disso?!rsrs A verdade é que sim

"Meu nobre teria que ser um dançarino maravilhoso de cabelos escuros e bonito... E nunca deveria pedir permissão antes de me beijar." [Página 19, Segredos de Uma Noite de Verão]

Annabelle, Lillian, Daisy e Evangeline se tornaram amigas de uma forma um tanto peculiar. Depois de assistirem várias jovens debutantes serem tiradas para dançar vezes e outras sem que nenhum cavalheiro se dignasse a se aproximar delas, finalmente criaram coragem para zombar de si mesmas e uma conversa aparentemente sem propósito acabou por uni-las de uma forma intensa e, juntas, decidiram que iriam mudar o destino e encontrar maridos adequados umas para as outras. A começar por Annabelle, que era a mais velha do grupo, com 24 anos. Embora a intenção fosse encontrar um nobre para a amiga, as coisas fugiram um pouco do controle quando Simon Hunt se meteu naquela história e resolveu roubá-la para si. Bem... Ele até podia não ser um aristocrata, mas, no fim, Anabelle estava devidamente casada e, o que era mais importante, feliz

Agora os esforços delas deveriam se voltar para Lillian, a próxima na lista. Que estava mais do que determinada a se casar e ver-se livre das expectativas e pressões dos pais, embora não tivesse tanta certeza assim que poderia encontrar a felicidade na prisão dourada da aristocracia inglesa. Mas era uma mulher prática. Nada dada a sentimentalismos como sua irmã Daisy, que estava sempre com o nariz entre as páginas de um romance. Nem sonhava com o amor como Evangeline. Porém, seu maior receio era passar o resto da vida ao lado de um marido controlador, que tentasse destruir sua independência e liberdade. Ela não era como as outras mulheres. E não tinha a menor intenção de ser. Por isso, alguém como o arrogante e insuportável lorde Westcliff estava fora de questão. Mesmo que ele não a desprezasse profundamente, jamais aceitaria um casamento com alguém tão severo e intransigente, sem senso de humor ou humanidade. Não suportava sequer olhá-lo. 

"- Infelizmente, a magia não é barata.
Lillian riu enquanto seu olhar seguia o frasco com um fascínio hipnótico.
- Magia - zombou.
- Esse perfume fará a magia acontecer - insistiu ele, sorrindo. - Vou acrescentar um ingrediente secreto para aumentar seus efeitos."

Talvez não devesse ter comprado aquele maldito perfume... porque coisas muito estranhas passaram a acontecer desde então. Como, por exemplo, o súbito e incontrolável interesse de Westcliff por ela, o que era realmente uma grande loucura. Ele a odiava. Seus olhos e a evidente desaprovação que demonstrava sempre que era obrigado a estar no mesmo ambiente que ela deixavam isso mais do que claro. Todavia, quando a temporada de festas que muitos nobres passariam na propriedade dele começou e Lillian e sua família foram convidadas, ela conheceu um Westcliff diferente... e, embora não estivesse disposta a admitir nem para si mesma, encantador. Capaz de provocar nela sentimentos que nenhum outro homem tinha conseguido. Não sabia o que estava acontecendo, mas tinha que parar. Porque não existiam pessoas mais opostas que os dois. Qualquer relacionamento estaria fadado ao fracasso desde o princípio. E tudo o que ela queria era manter-se o mais longe possível dele. Ainda que seu coração começasse a criar ideias inaceitáveis...

"- Lillian o empurrou um pouco, sussurrando asperamente em seu ouvido:
- Qual é o seu problema?
Marcus balançou a cabeça, impotente.
- Desculpe-me - disse ele com voz rouca, mesmo sabendo o que estava prestes a fazer. - Meu Deus. Desculpe-me...
Então sua boca se apoderou da de Lillian e ele começou a beijá-la como se sua vida dependesse disso."

- Faz algumas horas que concluí a leitura e ainda estou tentando me recuperar do duplo choque provocado pelo final. Definitivamente, eu não esperava por nada daquilo. Foi realmente chocante... e doloroso. Não posso falar muito para não soltar spoiler. Claro que o livro tem final feliz, não se preocupem! Isso é garantido nos romances de época da Lisa Kleypas, mas as coisas tomam certo rumo na reta final que abalam nossas estruturas. Eu não confiava em determinado personagem. Seu comportamento fazia com que eu ficasse com um pé atrás, só esperando o momento em que ele revelaria sua verdadeira cara, mas daí a imaginar que seria capaz de algo tão... criminoso. Ainda não consigo acreditar, sinceramente! E o pior de tudo é que não se trata de um personagem qualquer. É alguém que terá participação importante na série... nos próximos livros. Enfim... Melhor eu calar minha boca. Ou parar de escrever demais.rs

"- Eu estava certa, não estava? - perguntou ela, rouca, sem conseguir encará-lo. - Foi um erro termos dançado.
Westcliff esperou tanto para responder que ela achou que poderia não fazê-lo.
- Sim - disse por fim, essa única sílaba tornada brusca por uma emoção impossível de identificar.
Porque não podia se dar ao luxo de querê-la. Porque sabia tão bem quanto ela que uma união entre eles seria um desastre."

- Eu estava muito ansiosa para ler esta história. Porque logo que conheci a Lillian e o Marcus, nosso querido lorde Westcliff, fiquei fascinada com a antipatia e troca de farpas entre os dois. Eu sabia que isso era um forte indício de que ele seria o par romântico da mocinha na sua própria história e não estava enganada. Confesso que ele me irritou muito no livro anterior, com seu jeito arrogante, acreditando que sempre tinha razão e querendo tomar decisões até pelo melhor amigo (o Simon), como impedir seu casamento com a Annabelle, por exemplo. E a forma como ele se referia à amada do amigo... me dava nos nervos! Nada lhe dava o direito de julgá-la daquela maneira, sem sequer conhecê-la. E eu senti uma vontade grande de atacar algo na cabeça dele, mas senti um prazer perverso ao imaginar o quanto ele sofreria com uma mocinha como a Lillian.rsrsrs Uma vida ao lado dela o faria pagar por todos os seus pecados.

Só que quando o livro dele começou tive a oportunidade de conhecer um outro lado desse mocinho tão complexo. Entender o que o levava a ser tão frio e distante dos outros. E quando ele percebe que não consegue ficar longe da Lillian, que ela o enlouquece como nenhuma outra mulher, as coisas ficam bem interessantes e chegamos a sentir pena dele. E um enorme carinho. O Marcus é muito mais do que o personagem que vislumbramos no livro anterior. Ele é... incrível. Apaixonante. 

"- Ele pressionou sua boca contra a de Lillian. - Eu preciso de você há anos."

- A mocinha continua sendo tão maravilhosa quanto na história de sua amiga. Aqui ela manteve sua essência, sua personalidade forte e tudo o que a tornava minha personagem querida, cuja história era a que eu mais queria ler. E olha que eu estava esperando me decepcionar com ela, pois tenho amigas que leram o livro e disseram que não a suportaram e li também resenhas que disseram que ela tinha deixado de ser o que era antes, que tinha se tornado outra pessoa neste livro. Bem... Eu vi as coisas de maneira bem distinta. Porque a Lillian segue igual. Cheia de vida, de garra, de independência, com seu sarcasmo que tanto me divertia e seu comportamento fora dos padrões estabelecidos pela sociedade. Mesmo se apaixonando pelo Marcus ela não tem medo de enfrentá-lo e fazê-lo enxergar que ela não dançaria ao som da música dele, que se queria uma mulher submissa deveria procurar em outros lugares. E sua independência não a impede de sentir, de querer estar nos braços dele, de ser dele... É que para ser dele não estava disposta a deixar de ser ela mesma. E estava mais do que certa! A apoio totalmente! É uma mocinha que admiro muito. :)

"- Marcus - disse Lillian, rouca. - Eu enlouqueci? Ah, por favor, seja real. Por favor, não vá embora...
- Eu estou aqui - disse Marcus com voz baixa e trêmula. - Estou aqui e não vou a lugar algum."

- O trecho acima me emocionou muito quando o li pela primeira vez. O casal tinha sofrido uma terrível traição (não vou soltar spoiler, prometo) e a Lillian não sabia se ele conseguiria ajudá-la. Mas ele não a deixa. Ele não a abandona. Não permitiria que malditos traidores conseguissem destruir a vida deles. Não mesmo!

E falando novamente na traição... Quem me conhece sabe: não tenho tolerância alguma com traição. Não perdoo. O que determinado personagem fez ao se unir com certa víbora para prejudicar a Lillian foi demais. Inaceitável. Ele conseguiu me fazer odiá-lo. Porque foi grave. Muito grave. Algo que... A leitura dos próximos livros da série, que contarão a história da Evangeline (livro 3) e Daisy (livro 4) será bem difícil para mim. Porque não estou disposta a perdoar o personagem. 

- Dei 5 estrelas e favoritei o livro sem pensar duas vezes! Me apaixonei tanto por ele quanto pelo livro anterior. É uma série maravilhosa, com personagens irresistíveis, diálogos inteligentes e divertidos e todo o romance necessário para nos fazer esquecer um pouco a vida real e apenas nos deliciarmos com as histórias. Suspiros... Recomendo muito!

Leitora apaixonada por romances de época, clássicos e thrillers (não necessariamente nesta ordem). Mãe da gatinha Luana. Filha carinhosa. Irmã dedicada. Amiga para todas as horas. Acredita em Deus. E no poder do amor.

15 comentários:

  1. Sou como você, não tenho tolerãncia com traição e sabemos que no passado essas coisas eram normais e que as esposas aceitavam. Mas não gosto disso nos livros, apesar de gostar de ler os livros da Lisa.

    ResponderExcluir
  2. Esse livro traz uma temática forte que é a traição, o que me deixou interessado. Já anotei aqui seu nome.

    Gustavo
    http://www.leituraenigmatica.com

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    Acho que poderia gostar dessa série, mas estou um pouco saturado de romances de época. Como não é meu gênero favorito, isso acontece com uma certa rapidez. Mês passado me dediquei aos livros com temática LGBTQ+, e agora voltei ao meu gênero favorito: as fantasias e distopias. Dica anotada.
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bom?
    Lembro que quando terminei esse livro, fechei e fiquei pensando: Oi? Como assim? Como termina assim?! hahaha Sério! O final foi chocante! E sabe o que é o pior? Achei que não ia conseguir ler o segundo por causa do protagonista e acabei me apaixonando por ele em seu próprio livro! Como lida com isso? rs
    Enfim! Adorei relembrar um pouco dessa história através de sua resenha, que para mim também foi 5 estrelas e favorita ♥
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Morro de vontade de conhecer a escrita da Lisa e essa série está na minha lista de desejos. Saber que esse livro te deu a oportunidade de conhecer um novo lado do mocinho odiado anteriormente é animador e a mocinha continuar maravilhosa me faz reforçar o desejo de acompanhar essa série. Quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Luna!
    Chato que você tenha lido resenhas e visto comentários de pessoas que não se agradaram com a personagem na própria história dela, mas felizmente opinião é algo relativo de cada um e você conseguiu não apenas aproveitar bem a história, como inclusive surpreender-se positivamente com seus protagonistas! Muito bom que o Marcus tenha conseguido se redimir e dar o devido valor à Lilian, da mesma forma que, mesmo amando ele, ela não deixou de ser ela mesma e prezar por sua liberdade e garra de sempre. Fiquei bem curiosa com a tal traição do final do livro que você citou, ainda que seja bem complicado mesmo ver um personagem que irá aparecer nos outros livros tendo feito algo tão terrível contra a protagonista desse volume, mas, bem, veremos se nos próximos volumes ele conseguirá se redimir ao menos um pouco, talvez? Enfim, valeu a dica de leitura! Que você goste dos outros livros como gostou desse!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ Sonhando aos Vinte ♥

    ResponderExcluir
  7. Oi Luna! Gostei muito da premissa desse livro. Que bom que você tenha amado a leitura, gosto de personagens atrevidos e autoritários, curto esses romances no estilo cão e gato. Gosto muito quando o amor ultrapassa as barreiras dos preconceitos. Lillian e Marcus parece que vão ser um dos meus casais preferidos, um enlace amoroso forte e digno de muitos suspiros. Curto quando um livro traz críticas sociais, como no caso desse o preconceito social. Ansiosa para conferir não só esse, como toda a série. Obrigada pela resenha!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  8. Ola!!
    Confesso que nunca tive a oportunidade de ler nenhum livro da Lisa ainda, mas não duvido em nada da sua capacidade de entreter e nos fazer adentrar em seus romances.
    Achei a tematica desse livro bem polemica e isso me aguçou a curiosidade, mas infelizmente o mercado está tão saturado dos romances de epoca que eu acabei enjoando um pouco. Entao, vou anotar a sua dica e quem sabe no futuro nao me entregue a essa série!

    beijos
    Mayara

    ResponderExcluir
  9. Já li esse livro e amei conferir sua opinião sobre ele. A Lisa não brinca em serviço, né?! rsrs Conseguiu surpreender com o que acontece nesse livro. Agora vamos ver o que acharemos do terceiro...

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu amo a escrita da Lisa e apesar de algumas passagens não serem tão empolgante, mesmo assim gostei da história. Os personagens tinhosos, diálogos inteligentes sempre me conquistam.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu também amei esse livro, mas confesso que não é o meu preferido da série, o quarto é ainda melhor. Aliás, eu senti uma evolução muito grande ao longo dos livros, com cada um sendo melhor do que o anterior.
    Eu entendo perfeitamente sua raiva em relação a esse personagem, porém, acredite que ele muda muito no terceiro livro. Achei que ele foi bem desenvolvido pela autora e não só consegui perdoá-lo, como acabei me apegando.
    Adorei sua resenha e espero que você goste ainda mais dos próximos livros (e consiga perdoar o personagem haha).
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Aiiii como eu amo essa série, ainda me lembro da ressaca literária que meu deu quando acebei de ler, me deu um vazio de ficar longe desses personagens que me encantaram tanto. Lembro que fiquei muito empolgada com o final desse e louca pra ler logo o terceiro, não sei se vc vai conseguir perdoar esse mocinho, eu perdoei ( talvez eu tenha um lado um pouco sombrio) e a mocinha que eu achava bem sem graça conseguiu me conquistar, sem falar no Marcus e na Lilian que deram um show,uma verdadeira prova de amizade. Já tô com vontade de ler de novo rsrsrs, amo os romances da Lisa.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá, Vanessa!

    Te entendo perfeitamente! Também estou apaixonada pela série e a Lisa Kleypas é uma das minhas autoras preferidas. :)

    Não estou muito ansiosa pelo terceiro, confesso.kkkkk... Não sei se serei capaz de perdoar o mocinho dessa história pelo que ele fez. Foi muito grave. A ver o que acontece!rsrs

    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Li o primeiro livro desta série e amei e nem sei explicar porque não segui com os outros volumes, mas sua resenha me deixou animada para prosseguir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi Luna!

    Tudo bem? Eu li faz pouco tempo esse livro e MEU DEUS DO CÉU COMO EU AMEI O MARCUS! Essa história teve de tudo: romance, brigas, traição e intrigas o que realmente me fez ficar muito ligada na trama.

    Descobrir o lado caliente do Marcus foi a melhor parte pra mim, já que ele era visto como o homem de gelo né? Confesso que meu favorito é o terceiro, Pecados No Inverno, por causa da evolução da Evie.

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir

Seus comentários são sempre bem-vindos! E são muito importantes para o blog!

Todavia, observe que:

1- comentários feitos apenas para divulgação de sorteios ou coisas parecidas não serão publicados;

2- comentários ofensivos serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog basta mandar um e-mail para contato@emocoesaflordapele.com e eu responderei o mais rápido possível.

Topo