12 de maio de 2010

Meu Primeiro Amor - Anne Hampson

Tempo de leitura:

Sarah era feliz vivendo sozinha em Londres. Sozinha com suas lembranças de Carl Duris, o grego viril e carinhoso que tinha feito seu coração desabrochar nos sobressaltos do primeiro amor.



Sozinha com suas lembranças e com a certeza de que nunca se casaria. Bastavam, para ela, as experiências vividas por sua mãe e por sua irmã, dominadas por maridos cruéis. Até que, por um capricho do destino, ela reencontrou Carl, tornando-se prisioneira dele naquela pequena ilha grega, distante de tudo. E era um Carl diferente este que ela enfrentava agora, amargurado, violento, cruel. Apavorada, Sarah percebeu que jamais teria chance de fugir da ilha, a não ser que descobrisse o segredo terrível que havia transformado Carl naquele monstro...



Palavras de uma leitora...

Fico me perguntando se os homens piraram de vez nos últimos tempos. Que culpa uma jovem de dezoito anos tem se a esposa de um homem resolveu se suicidar e levar o filho de três anos com ela? Mas para Carl, Sarah tinha toda a culpa e estava decidido a fazê-la pagar por isso... E subornou o chefe da moça para ir embora da ilha sem levá-la com ele. Uma prisioneira! Foi nisso que a transformou! Queria que ela lhe desse filhos e fosse sua escrava na cama... Posso dizer-lhes, nutri um grande ódio por aquele homem... no princípio. Acho que no fundo, o verdadeiro motivo de ele decidir sequestrar a pobre Sarah, não foi a vingança por causa de sua infelicidade num casamento mal sucedido, mas o fato de não conseguir viver sem ela. Tenta sufocar sem amor usando de maus-tratos... Mas no último instante decide mudar... E é isso que me irrita! Ele poderia ter acabado com aquela sórdida maldade há muito tempo, mas só no último momento ele decide fazê-lo. Mas sabe como ele decidi mostrar seu amor? Deixando-a ir sem fazer objeção. Ele já tinha arruinado a vida da moça e destruído seu coração, orgulho e auto-estima... Como pôde ter a ousadia de deixá-la partir sem dizer tudo que sentia, sem pedir perdão... ou até mesmo sacudindo-a e gritando que ela nunca o deixaria?... Qualquer coisa era válida, menos aquela atitude patética de um homem capaz de tudo, menos deixar de lado o maldito orgulho e correr atrás da mulher amada... Ah, mas sabe quem resolve essa situação? A idiota da Sarah! A adoro...ela tem um coração nobre e sensível... sempre pensando nos outros antes de pensar em si própria. Mas peraí! Depois de tudo que aquele homem  lhe fez ela tem a coragem de correr de volta para os braços dele? Sem ao menos ele lhe pedir perdão? Um cúmulo! Um homem que não é capaz de deixar de lado o orgulho idiota e lutar por sua mulher... Não pode ser digno dessa mulher.

Uma leitora que se envolve profundamente com as histórias que lê, que é apaixonada por músicas, filmes... uma romântica incurável.Leitora apaixonada por romances de época, clássicos e thrillers (não necessariamente nesta ordem). Mãe da gatinha Luana. Filha carinhosa. Irmã dedicada. Amiga para todas as horas. Acredita em Deus. E no poder do amor.

2 comentários:

  1. Olá! Desculpe demorar tanto para responder, mas antes tarde do que nunca. Vamos ao que interessa, li o livro Fascinação à muito tempo, portanto não me lembro, mas vou ler de novo depois a gente comenta. Adorei seu blog!
    Beijos

    Adriana

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Adriana. Eu sou um pouco apressada, por isso acabei pegando o livro na internet sem antes obter a sua resposta. E acabei me decepcionando porque não é Charlotte Lamb no seu melhor estilo.

    Obrigada mesmo assim. Adoro seu blog. Há tantos livros bons que fica difícil escolher qual ler primeiro.

    Beijos!
    Até a próxima.

    Luna.

    ResponderExcluir

Seus comentários são sempre bem-vindos! E são muito importantes para o blog!

Todavia, observe que:

1- comentários feitos apenas para divulgação de sorteios ou coisas parecidas não serão publicados;

2- comentários ofensivos serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog basta mandar um e-mail para contato@emocoesaflordapele.com e eu responderei o mais rápido possível.

Topo