16 de setembro de 2019

Contos Estranhos - Bram Stoker

Tempo de leitura:
Literatura Irlandesa 
Título Original: Dracula's guest and other weird stories
Editora: Nova Fronteira
Edição de: 2018
Páginas: 168


Sinopse: Reconhecido como um dos maiores mestres do terror da literatura mundial, Bram Stoker produziu textos dos mais variados gêneros. Este volume traz a antologia Contos estranhos, publicada pela viúva Florence Stoker em 1914, dois anos após a morte do escritor. A obra reúne nove histórias curtas, entre as quais a famosa “O hóspede de Drácula”. Com enredos tão distintos quanto surpreendentes, os contos que compõem esta coletânea são ao mesmo tempo uma prova da genialidade do autor e uma nova porta de entrada para os leitores que já conhecem a história do vampiro mais ilustre da literatura.



Se tem uma coisa que vocês não veem muito por aqui são histórias de terror.rsrs Eu sou fã de suspense, sobretudo o psicológico, mas nunca gostei de obras de terror, que me provocam pesadelos quando não me impedem de dormir. É um gênero do qual acredito que nunca serei fã. Todavia, adquiri alguns livros do Bram Stoker (um box com três volumes), bem como uma coletânea de contos do Edgar Allan Poe e pensei: "Por que não arriscar? Quem sabe consigo lê-los sem morrer do coração..." 

Em fevereiro li uma das histórias presentes em Contos Estranhos (A Profecia da cigana, comentada neste post aqui). Em março li A índia (comentada aqui), que me deixou aterrorizada. Depois não me atrevi a continuar lendo o livro.kkkkkkkkkk... Só agora em setembro resolvi criar coragem e ler as sete histórias restantes. Nesta resenha juntarei os comentários que fiz sobre os dois contos mencionados acima e falarei dos demais contos.


O hóspede de Drácula traz uma história repleta daquela áurea sombria, onde vozes parecem serem ouvidas, fantasmas passeiam entre os vivos, mortos se levantam...

"Noite de Walpurgis, quando, segundo a crença de milhões de pessoas, o Diabo estava solto; quando as sepulturas se abriam e os mortos saíam e caminhavam entre os vivos; quando todas as criaturas malignas da terra, do ar e da água faziam suas orgias."

Apesar de todo o suspense e da leve angústia que sentimos por não sabermos o que vai acontecer, este é um conto que me parece ser melhor compreendido por quem já leu Drácula, livro que ainda não li.

A casa do juiz é um dos contos mais assustadores desta coletânea. Nele temos um jovem universitário que resolve pegar o trem para um lugar desconhecido, onde pudesse estudar em paz para as provas que se aproximavam. Nesse lugar onde nunca esteve antes encontra uma misteriosa casa, que há décadas não era habitada. Os moradores da região tinham pavor daquela casa, pois tinha pertencido a um juiz muito cruel, cujas sentenças geralmente eram de morte. Por não ser muito supersticioso, o jovem resolve alugá-la para seus estudos... O final é arrepiante.

A índia é um conto realmente assustador. Eu própria pensei que fosse desmaiar igual a personagem Amelia de tão impressionada que fiquei com o que se passa nesta história. É de arrepiar, de causar pesadelos. Prefiro nem comentar mais sobre este conto, pois ele não me fez nenhum bem.

O segredo do ouro crescente eu li de madrugada, o que foi uma péssima ideia, pois me sobressaltava à toa, com medo até da minha sombra. Comecei a imaginar coisas, "sentir" coisas, ter medo de dormir, o que sempre acontece quando assisto/leio algo de terror, motivo pelo qual evito esse gênero.

Neste conto conhecemos a macabra história de Margaret e Geoffrey, que provocaram um grande escândalo quando, após uma discussão com o irmão, a mulher saiu de casa e foi morar com ele. Aquilo causava grande indignação, mas como não sabiam se eles tinham se casado em segredo, as pessoas preferiam se calar, para não provocar a fúria da mulher, caso ela fosse esposa do Geoffrey e não uma amante, como pensavam. 

Ocorre que o casal costumava brigar muito e eram discussões sempre muito violentas, embora seguidas de rápida reconciliação. Mas após a pior de todas as brigas, anunciaram na frente dos criados que viajariam juntos. Foi a última vez que viram Margaret. 

Semanas se passaram. Meses. Os moradores da região acabaram por receber a notícia de que Margaret havia morrido num acidente de carruagem, embora seu corpo não tivesse sido encontrado. Cerca de um ano depois, Geoffrey finalmente retornou, mas não de luto. Tinha se casado com uma linda e doce italiana... Só que o fim desta história vocês nem podem imaginar... Qual é o segredo do ouro crescente? Fiquei simplesmente apavorada ao descobrir o sentido do título. Não leiam de madrugada! 

Em A profecia da cigana temos dois jovens amigos que decidem aproveitar a bela noite de verão para sair por aí e acabam indo até um acampamento cigano para que fosse feita a leitura da mão, para que descobrissem algo sobre seu futuro. Nenhum dos dois acreditava naquilo, mas era uma forma de se divertirem. Enquanto Gerald era solteiro, Joshua era casado com o grande amor de sua vida, a bela Mary. Ocorre que a cigana que leu a mão do Joshua o informou que se ele amava mesmo a própria mulher deveria ir para bem longe dela, pois de suas mãos escorreria o sangue da mesma. Ele estava destinado a matar a própria esposa. A partir daqui não digo mais nada, pois vale muito a pena descobrir por conta própria como as coisas irão se desenvolver. Apreciei demais esta história! Fiquei tensa, agitada, mas no fim gostei muito.rs

A vinda de Abel Behenna é mais um conto assustador, que toma como inspiração o conflito entre Caim e Abel e o primeiro homicídio registrado na Bíblia Sagrada. Conta a história de dois amigos que viviam competindo entre si, mas eram inseparáveis. Todavia, as coisas tomam outro rumo quando se apaixonam pela mesma garota...

Traição para mim é um dos piores pecados, por isso me senti muito triste e revoltada com este conto.

Em O enterro dos ratos conhecemos um jovem apaixonado que sofre por não poder estar com sua amada. Para aceitá-lo como futuro marido de Alice, a família da moça o obriga a ficar longe dela por um ano, como um teste. O rapaz, então, viaja para Paris e passa o tempo conhecendo os lugares e sofrendo por seu amor. Um belo dia, porém, ele resolve visitar uma parte desolada do lugar... o que coloca sua vida em sério risco. Quais são os mais perigosos ratos? Os que identificamos como animais ou... os disfarçados de seres humanos?

Sonho com mãos vermelhas foi o mais surpreendente dos contos que li nesta coletânea. Traz a história de Jacob, um homem muito humilde e bondoso, que vivia ajudando os outros. Porém, suas noites eram horríveis, pois era atormentado por um pesadelo que o deixava com o terror estampado no rosto e um profundo medo de voltar a dormir. Todas as noites o pesadelo se repetia. Para ele, era um castigo enviado por Deus, pois o pesadelo tinha relação com um pecado cometido em seu passado. Fiquei muito surpresa com o final.

Crooken Sands traz a história de um homem excêntrico, um inglês, que resolveu passar as férias na Escócia. Só que agindo como um doido, segundo a opinião de todos que o viam (incluindo os escoceses), resolveu encomendar um traje bem parecido com aqueles utilizados pelos antigos chefes das Highlands. Para todos, ele ficou simplesmente ridículo. A família sentia vergonha da forma espalhafatosa como ele se vestia e se recusava a ser vista em sua companhia. Os escoceses que não riam, o olhavam perplexos, como se ele fosse bobo ou maluco. Mas teve uma pessoa que lhe disse algo que ele nunca esperava ouvir:

"Vê a ti mesmo face a face, e nesse momento descobrirás a força fatal da tua vaidade. Aprende, descobre e te arrepende, antes que a areia movediça te engula!"

Acreditando que o outro era maluco, tentou ignorar o que parecia uma profecia, mas uma experiência terrível o faz recordar aquelas palavras e um medo profundo se apodera de seu coração... Sentia que estava condenado a morrer na areia movediça da qual escapara por um triz. Como escapar do seu destino?

É isso, queridos!rs Na tentativa de superar meus medos consegui ler um livro inteiro de terror. Tive pesadelos? SIM. Medo de dormir? Com certeza! Meu coração acelerava de pavor? Sem dúvidas!kkkkkkk.. Mas sobrevivi.rs

Leitora apaixonada por romances de época, clássicos e thrillers (não necessariamente nesta ordem). Mãe da gatinha Luana. Filha carinhosa. Irmã dedicada. Amiga para todas as horas. Acredita em Deus. E no poder do amor.

13 comentários:

  1. Sou apaixonada por Bram Stocker por conta de Drácula, mas nunca li mais nada além disso dele, portanto já anotei esse livro. Adoro terror e adoro contos então sei que me divertiria muito lendo. Como vc não curte muito terror, entendo o seu medo ao ler as histórias. Acho que não fico assim por costume mesmo já que leio o gênero desde criança. Porém não nego que quando o autor tem talento, o arrepio toma conta hahah

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  2. Olá...
    Ultimamente ando amando ler livros de contos, pois, meu dia a dia está muito corrido e essas pequenas histórias está sendo mais apropriadas pra mim... Sou meio medrosa para ler terror, mas, esse dá pra ler ;)
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Oi Luna! De cara me identifiquei com você, pois também sinto calafrios e palpitações quando leio histórias de terror e, assim, as evito a todo custo! Essa que fala da areia movediça, então, me tirou do sério, pois imagino que seja uma das piores mortes que existem! Traição, sangue e ratos são a mistura perfeita para me apavorar de verdade! Adorei a sua resenha, mas não irei me arriscar, pois também fico sem dormir e tenho pesadelos. Beijos! Karla Samira

    ResponderExcluir
  4. Olá, Luna.

    Meu primeiro livro lido (de todos) foi Dracula, acredita? Gostei tanto que daí em diante só deslanchei nas leituras.
    Não conhecia essa coletânea de contos dele, mas como uma SUPER fã de contos, ainda mais de terror, já anotei a dica para poder conferir o autor em histórias mais curtas. Já estou super curiosa, pois sei que deve ser uma leitura excepcional.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Haha vencer os medos é isso que precisamos fazer em diversos momentos de nossas vidas principalmente quando o assunto são gêneros literários. Sair da zona de conforto as vezes nos incomoda mas não conhecer ou deixar de ter algumas experiências acredito que deixe um vazio dentro de nós e fiquemos sem percepção de alguns assuntos. Não leio muito terror primeiro porque não tenho costume, segundo porque lembro que terei que criar todas as cenas na minha cabeça e fico pensando "e se alguma for assustadora demais"? haha Tipo Cemitério maldito, O iluminado, essas coisas entende? haha Vou voltar para as minhas HQs. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  6. Olá Luna! Ainda não li nada do Bram, recentemente li "O corvo", um dos poemas mais famosos, se não o mais famoso, do Poe. Posso não ter absorvido toda a essência, mas não achei assustador. Estou louca pra encontrar um terror clássico que de fato mexa comigo, e estou começando a achar que você trouxe o que eu estava procurando, certeza que vou querer ler estes contos, em especial "A casa do juiz" e "A índia" que parece ter mexido tanto com você.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Oi Luna!
    Diferente de você adoro suspense/terror, a adrenalina do susto o coração batendo forte me prende na leitura do começo ao fim, o cenário horripilante e a imaginação dos autores em criar uma atmosfera e uma trama que nos deixa com medo, acho que isso me cativa. Adorei o enredo dos contos que citou e já estou anotando a dica, li recentemente o livro As Vozes do Joelma é terror/suspense também, são quatro autores que intercalam e amarra as histórias muito impactante e fantástica, que me tirou dos eixos com as narrativas.
    Parabéns pela resenha e sua coragem em quebrar seu medo de ler terror, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Luna.
    Nossa, você é que nem eu. Nunca que iria conseguir ler um livro de terror, eu sempre tenho pesadelos até com as coisas mais bestas, imagina com um livro como esse? Fiquei feliz por você ter conseguido enfrentar seus medos, espero um dia poder fazer o mesmo, mas por enquanto ainda é complicado. rsrsrsrs

    Beijos.

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Luna, bom saber da existência desse livro, achei as premissas desses contos super interessantes. Acho que vou adquirir o livro pra ver se ele me causa algum medo durante a leitura, pois até hoje não achei livros de terror propriamente ditos que me perturbassem.

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Definitivamente não é meu tipo de leitura, fiquei arrepiada só com a resenha. Mas achei a ideia da coletânea bem legal para quem curte histórias de terror. Você foi muito corajosa, quem sabe um dia eu tome coragem também?

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem Luna?

    Eu tiver a oportunidade de comprar esse box algumas vezes com altos descontos, só não comprei pelo fato de já ter algumas edições de Drácula, mas principalmente porque não achei esse box muito bonito. Parabéns pela resenha/publicação, ficou bem legal!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Não sou chegada em terror, mas sempre fui louca para lê algo do autor, por ser bastante elogiado. Lendo sua resenha fiquei na dúvida se esse livro ser a certo para mim, pois realmente não sou adepta do gênero, enfim, manterei em mente essa obra, caso queira sair da minha zona de conforto.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá tbm não soubde ler livros de terror, mas sibtonmuita vontade, ainda mais quando vejo edições lindas assim. Esse ano estou lendo mais livros investigativos, quem sabe o de terror não entre em breve na lista. Otima resenha

    ResponderExcluir

Seus comentários são sempre bem-vindos! E são muito importantes para o blog!

Todavia, observe que:

1- comentários feitos apenas para divulgação de sorteios ou coisas parecidas não serão publicados;

2- comentários ofensivos serão excluídos.

*Se deseja entrar em contato com a administradora do blog basta mandar um e-mail para contato@emocoesaflordapele.com e eu responderei o mais rápido possível.

Topo